Calendário da 4ª parcela do auxílio emergencial 2021 publicado aqui!

O pagamento da quarta parcela do auxílio emergencial começará em breve. Os primeiros a serem contemplados serão os beneficiários fora do Bolsa Família. 

Calendário da 4ª parcela do auxílio emergencial 2021 publicado aqui!
Calendário da 4ª parcela do auxílio emergencial 2021 publicado aqui! (Imagem: FDR)

Os integrantes do Bolsa Família recebem os primeiros depósitos no dia 19 de julho. Ressaltando que o pagamento do auxílio emergencial para eles segue o formato padrão do programa de transferência de renda. 

Isso quer dizer que os depósitos são feitos nos últimos dez dias de cada mês, com base no dígito final do Número de Identificação Social (NIS). Desta forma, o calendário da quarta parcela do auxílio emergencial para o Bolsa Família acontecerá entre os dias 19 a 30 de julho. 

Enquanto isso, o público geral composto por trabalhadores informais, Microempreendedores Individuais (MEI), desempregados e cidadãos de baixa renda inscritos no Cadastro Único (CadÚnico) do Governo Federal, começam a receber a quarta parcela do auxílio emergencial neste sábado (17), após antecipação. 

O pagamento do auxílio emergencial para este grupo foi organizado para acontecer de acordo com o mês de nascimento dos beneficiários. Sendo assim, enquanto os aniversariantes de janeiro recebem no dia 17 de julho, os próximos depósitos acontecem gradativamente, até contemplar os nascidos em dezembro. 

Os depósitos do benefício são efetuados nas contas poupanças sociais digitais através do aplicativo Caixa Tem. Pela plataforma o beneficiário do auxílio emergencial consegue pagar boletos, fazer recarga de celular, realizar compras online com o cartão de débito virtual ou presenciais mediante a leitura do QR Code, entre várias outras ferramentas e serviços gratuitos. 

Pagamentos e transferências via chave PIX também estão disponíveis no Caixa Tem, desde que não sejam para contas da mesma titularidade em outras agências bancárias. Por outro lado, as transferências via TED e DOC, bem como os saques e transferências ficam liberados somente perante um calendário específico. 

A implementação de um calendário exclusivo para saques e transferências se deve às constantes aglomerações nas portas das agências bancárias no ano passado, causadas por beneficiários em busca do auxílio emergencial. Portanto, o calendário de saques e transferências da quarta parcela estará em vigor entre 13 de agosto a 10 de setembro.

Calendário completo do auxílio emergencial para o Bolsa Família

NIS final 1ª parcela 2ª parcela 3ª parcela 4ª 

parcela

5ª parcela 6ª 

parcela

parcela

1 16/04 18/05 17/06 19/07 18/08 17/09 18/10
2 19/04 19/05 18/06 20/07 19/08 20/09 19/10
3 20/04 20/05 21/06 21/07 20/08 21/09 20/10
4 22/04 21/05 22/06 22/07 23/08 22/09 21/10
5 23/04 24/05 23/06 23/07 24/08 23/09 22/10
6 26/04 25/05 24/06 26/07 25/08 24/09 25/10
7 27/04 26/05 25/06 27/07 26/08 27/09 26/10
8 28/04 27/05 28/06 28/07 27/08 28/09 27/10
9 29/04 28/05 29/06 29/07 30/08 29/09 28/10
0 30/04 31/05 30/06 30/07 31/08 30/09 29/10

Calendário da quarta parcela do auxílio emergencial para o público geral

Calendário 4ª parcela – Auxílio Emergencial 2021 para segurados do CadÚnico
Mês de nascimento Data do crédito em conta Data para saque em dinheiro
Janeiro 17 de julho 02 de agosto
Fevereiro 18 de julho 03 de agosto
Março 20 de julho 04 de agosto
Abril 21 de julho 05 de agosto
Maio 22 de julho 09 de agosto
Junho 23 de julho 10 de agosto
Julho 24 de julho 11 de agosto
Agosto 25 de julho 12 de agosto
Setembro 27 de julho 13 de agosto
Outubro 28 de julho 16 de agosto
Novembro 29 de julho 17 de agosto
Dezembro 30 de julho 18 de agosto

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Laura Alvarenga
Laura Alvarenga é graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário do Triângulo em Uberlândia - MG. Iniciou a carreira na área de assessoria de comunicação, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais e agora se empenha na carreira do jornalismo online através do portal FDR, onde pesquisa e produz conteúdo sobre economia, direitos sociais e finanças.