São Paulo antecipa calendário de vacinação da COVID-19 com prazo final para agosto

Durante uma coletiva de imprensa realizada neste domingo, 11, o Governo do Estado de São Paulo anunciou a meta de vacinar toda a população paulista adulta até o dia 20 de agosto. A previsão consiste na conclusão da primeira etapa do calendário de vacinação.

São Paulo antecipa calendário de vacinação da COVID com prazo final para agosto
São Paulo antecipa calendário de vacinação da COVID com prazo final para agosto. (Imagem: Divulgação/GESP)

O prazo divulgado anteriormente era para que os adultos com 18 anos ou mais fossem imunizados até o dia 15 de setembro, mas o governo estadual se mantém otimista quanto à possibilidade de agilizar ainda mais o esquema vacinal.

Por esta razão também informou sobre o início da vacinação para adolescentes na faixa etária de 12 a 17 anos a partir do dia 23 de julho. 

O Governo de São Paulo explicou que esta nova antecipação do calendário de vacinação estadual se tornou possível mediante a aquisição de quatro milhões de doses da CoronaVac, oriundas do laboratório chinês Sinovac.

Deste total de doses do imunizante, 2,7 milhões já estão em posse do governo estadual e foram devidamente distribuídas entre as cidades paulistas. 

O saldo de 1,3 milhão de doses deve chegar até o dia 30 de julho, para assim dar sequência ao novo calendário de vacinação estipulado pela administração estadual de São Paulo. É importante ressaltar que apesar de um calendário estadual ter sido implementado, as prefeituras têm total autonomia para fazer as adequações necessárias de acordo com a realidade e demanda local.

De acordo com o governador de São Paulo, João Doria, “Isso significa 26 dias a menos do que o prazo anterior, que era 15 de setembro. Uma excepcional notícia. A data final da vacinação de pessoas com mais de 18 anos com pelo menos uma dose, o que antecipa o nosso dia da esperança”, afirmou. 

Se tratando exclusivamente da vacinação de adolescentes entre 12 a 17 anos, estima-se que um total de 3,2 milhões de pessoas sejam imunizadas neste grupo. Além do mais, a prioridade neste caso será dada às adolescentes grávidas ou jovens com comorbidades entre o período de 23 de julho a 5 de setembro. 

Do dia 6 de setembro em diante, todos os adolescentes com 12 anos ou mais devem ser vacinados até o dia 30 do respectivo mês, pelo menos, com a primeira dose. No geral, o secretário de Saúde, Jean Gorynchten, explicou que o objetivo é priorizar a vacinação de quem circula e transmite a Covid-19 com mais facilidade. 

Por esta razão os jovens têm sido vacinados em massa após a imunização dos idosos, gestantes e pessoas com comorbidades. “Muitos deles não se preocupam com as regras e ritos sanitários. Dessa forma, também impactaremos a redução do número de casos”, declarou.

É importante ressaltar que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), autorizou que os adolescentes sejam vacinados somente com doses da Pfizer.

Neste sentido, o Governo do Estado de São Paulo foi questionado sobre a reserva de doses da respectiva marca do imunizante para a vacinação dos adolescentes, mas a administração municipal negou tal atitude e informou que apenas as vacinas da AstraZeneca estão sendo armazenadas. 

No entanto, o Governo de São Paulo informou que aguarda a chegada de uma nova remessa com doses da vacina da Pfizer ainda neste mês de julho. Portanto, todas as doses que chegarem ao Estado de agora em diante serão reservadas para este público.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Laura Alvarenga
Laura Alvarenga é graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário do Triângulo em Uberlândia - MG. Iniciou a carreira na área de assessoria de comunicação, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais e agora se empenha na carreira do jornalismo online através do portal FDR, onde pesquisa e produz conteúdo sobre economia, direitos sociais e finanças.