Entenda porque os bancos não querem lançamento do PIX Saque e PIX Troco

Os bancos estão tentando adiar a chegada das novas funções do PIX: o PIX Saque e o PIX Troco. A solicitação veio através da Febraban (Federação Brasileira de Bancos), por meio de uma consulta pública implementada pelo Banco Central para que o tema seja debatido.

Entenda porque os bancos não querem laçamento do PIX Saque e PIX Troco
Entenda porque os bancos não querem lançamento do PIX Saque e PIX Troco (Imagem: Marcello Casal Jr/Agência Brasil)

A Febraban solicitou em relatório remetido à consulta pública do Banco Central, que a liberação do PIX Saque aconteça em fevereiro do ano que vem. Já o PIX Troco, a federação pediu seu adiamento por tempo indeterminado.

O cronograma do BC previa que as novas funcionalidades do PIX estivessem funcionando totalmente no terceiro trimestre de 2021.

“Temos uma agenda regulatória muito intensa neste ano, com muitas coisas acontecendo ao mesmo tempo e, às vezes, até no mesmo ambiente dentro dos bancos”, disse o diretor-executivo de inovação, produtos e serviços bancários da Febraban, Leandro Vilain.

Leandro disse ainda que o adiamento das novas funções do PIX não impactaria o restante do planejamento Banco Central.

O BC trabalha também no cronograma de implementação do open banking. A segunda fase começa no próximo dia 15. 

“Obviamente todas essas agendas são importantes, mas tem toda uma parte de planejamento, segurança e outras definições que precisam ser feitas. Existe todo um trabalho nos bastidores que não é tão simples de promover. E o Pix Saque não é uma demanda tão grande por parte do consumidor. Temos outras prioridades”, afirmou Vilain.

Também foi solicitado pela Febraban, várias mudanças nas medidas pensadas pelo Banco Central. Entre estes pedidos, estava o que determinava que num primeiro momento somente estabelecimentos comerciais pudessem atuar como agentes de saque.

Já sobre o PIX Troco, a federação solicitou que a função fosse excluída totalmente. A alegação é de que são necessários muitos estudos e aprofundamento sobre o tema.

“Sugere-se a implantação faseada das funcionalidades, trazendo o Pix Troco após superada a implantação do Pix Saque e realizados estudos quanto sua viabilidade frente os desafios sistêmicos e operacionais que se apresentam”, alegou a federação.

A entidade alega também que o adiamento da nova função se justifica pelo grau de complexidade de sua implantação, pelo cumprimento de obrigações tributárias e contábeis. E pelo fluxo de devolução e pela importância do produto que, a princípio, será suprida com a utilização do Pix Saque.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira é formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo. Atua como redator do portal FDR, onde já cumula vasta experiência e pesquisas, produzindo matérias sobre economia, finanças e investimentos.