Bares, restaurantes e guias de turismo terão auxílio de R$1 mil em Campo Grande

A capital do Estado do Mato Grosso do Sul contará com um auxílio emergencial de até R$ 1 mil para os setores mais afetados pela pandemia de Covid-19. O auxílio de R$1 mil será destinado a bares, restaurantes e guias de turismo.

Bares, restaurantes e guias de turismo terão auxílio de R$1 mil em Campo Grande
Bares, restaurantes e guias de turismo terão auxílio de R$1 mil em Campo Grande (Imagem: Freepik)

O auxílio de R$1 mil será pago por seis meses aos setores da economia que mais estão sofrendo com as medidas restritivas. Além disso, as empresas optantes pelo Simples Nacional terão isenção do ICMS até dezembro do próximo ano.

As demais empresas terão uma redução de 5% da alíquota. As empresas do Simples Nacional terão ainda mais uma ajuda à isenção do IPVA de veículos vinculados ao segmento. Por fim, os setores terão acesso à linha de microcrédito com juros zero.

Porém, o empréstimo só será disponibilizado aos microempreendedores com renda anual de até R$ 360 mil. O crédito poderá ser de até R$ 30 mil, com 6 meses de carência e parcelamento em até 24 meses.

O auxílio de R$1 mil e as demais ações faz parte do pacote de R$ 763 milhões para recuperação da economia anunciado pelo Governador do Mato Grosso do Sul. Além dos setores de bares, restaurantes e turismo, as ações irão beneficiar o setor da cultura.

O pacote de auxílios foi anunciado na última segunda-feira (28) pelo governador do Estado, Reinaldo Azambuja. A ideia é injetar R$ 763 milhões na economia local e ajudar os setores mais afetados pela pandemia.

Para o turismo, além do auxílio de R$1 mil e as outras ações, serão investidos R$ 4 milhões para a promoção de eventos. Com isso, é esperado que esse setor retorne as atividades e traga desenvolvimento para o Estado.

Para o setor da Cultura, a ideia é investir R$ 21 milhões do FIC, R$ 15 milhões para festivais e R$ 18,65 milhões em obras de reformas do patrimônio cultural. O Governo do Estado também planeja pagar o auxílio para os trabalhadores da área.

Por fim, a última ação anunciada pelo Governo do Estado que será incluída nos municípios, inclusive em Campo Grande, é o Mais Social. Esse programa se trata de uma ajuda financeira para as famílias de baixa renda que residem no MS.

A estimativa é que cerca de 100 mil famílias sejam contempladas com o cartão alimentação de R$ 200,00 mensais. Só com o Mais Social a previsão é que o novo benefício gere um custo de R$ 380 milhões até o fim de 2022.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Glaucia Alves
Gláucia Alves é formada em Letras-Inglês pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). Atuou na área acadêmica durante 8 anos. Em 2020 começou a trabalhar como corretora de redação. Atualmente, trabalha na equipe do portal FDR, produzindo conteúdo sobre economia e direitos da população brasileira, onde já acumula anos de pesquisa e experiência. Além de realizar consultoria de redação on-line.