Bolsa Família: Calendário do fim da 3ª parcela e início da 4ª parcela do auxílio

Pontos-chave
  • Bolsa família libera terceira parcela do auxílio emergencial;
  • Governo federal confirma extensão de renda até outubro;
  • Segurados devem estar devidamente cadastrados no BF.

Segurados do Bolsa Família têm calendário do auxílio emergencial atualizado. Na última semana, o governo federal confirmou a concessão da extensão do coronavoucher. Isso significa dizer que mais de 14 milhões de casas vinculadas ao BF terão mensalidades extras pelo projeto. Confira.

Bolsa Família: Calendário do fim da 3ª parcela e início da 4ª parcela do auxílio (Imagem: Marcos Rocha/ FDR)
Bolsa Família: Calendário do fim da 3ª parcela e início da 4ª parcela do auxílio (Imagem: Marcos Rocha/ FDR)

Para os segurados do Bolsa Família há boas notícias. O governo federal acaba de confirmar a extensão do auxílio emergencial até o mês de outubro, o que significa que eles terão um novo ciclo de complemento de renda ao longo dos próximos meses.

A decisão foi motivada devido a permanência do novo coronavírus que segue afetando a economia nacional. Até o momento o ministro, Paulo Guedes, não confirmou se irá alterar o valor do abono, mas a expectativa é de que sejam mantidas as mesmas mensalidades.

Valor do auxílio emergencial 2021

Neste ano o ministério da cidadania passou a conceder o abono através de três faixas de renda:

  1. Famílias de apenas uma pessoa contempladas com R$ 150
  2. Famílias com mais de uma pessoa contempladas com R$ 250
  3. Famílias lideradas por mães solteiras contempladas com R$ 375.

Há especulações de que o governo federal reajuste as mensalidades para atender as suas estratégias visando a campanha eleitoral de 2022.

A Câmara dos Deputados e o Congresso Nacional vem recebendo forte apelo popular para que o auxílio passe a ter um valor mínimo de R$ 600, porém a decisão ainda não foi tomada.

Calendário do Bolsa Família

No que diz respeito ao calendário, o benefício permanecerá sendo ofertado de acordo com o cronograma oficial do Bolsa Família. Neste momento a população tem acesso a terceira parcela, sendo a quarta iniciada em 19 de julho.

A ordem de envio dos depósitos é feita com base no número final do NIS, sendo necessário seguir o calendário abaixo:

Inscritos NIS 3ª parcela 4ª parcela
NIS de final 1 17 de junho 19 de julho
NIS de final 2 18 de junho 20 de julho
NIS de final 3 21 de junho 21 de julho
NIS de final 4 22 de junho 22 de julho
NIS de final 5 23 de junho 23 de julho
NIS de final 6 24 de junho 26 de julho
NIS de final 7 25 de junho 27 de julho
NIS de final 8 28 de junho 28 de julho
NIS de final 9 29 de junho 29 de julho
NIS de final 0 30 de junho 30 de julho

Quem pode ser incluso no auxílio emergencial pelo BF?

Para ter acesso a complementação de renda o cidadão precisa de adequar as regras abaixo, que determinam a entrada no BF. No entanto, é válido ressaltar ainda que o cidadão precisa se enquadrar os limites de renda do auxílio, sem que o benefício seja concedido de forma acumulativa.

Regras de inclusão do Bolsa Família:

  • Famílias extremamente pobres que têm renda mensal de até R$ 89,00 por pessoa
  • Famílias pobres que têm renda mensal entre R$ 89,01 e R$ 178,00 por pessoa
  • Famílias pobres participam do programa, desde que tenham em sua composição gestantes e crianças ou adolescentes entre 0 e 17 anos

Mensalidades do BF em 2021

  • Benefício Básico: Famílias em situação de extrema pobreza – R$ 89,00 mensais
  • Benefício Variável: Famílias em situação de pobreza ou extrema pobreza que tenham em sua composição gestantes, nutrizes (mães que amamentam), crianças e adolescentes de 0 a 15 anos – R$ 41,00 e cada família pode acumular até 5 benefícios por mês, chegando a R$ 205,00
  • Benefício Variável Jovem: Famílias em situação de pobreza ou extrema pobreza e que tenham em sua composição adolescentes entre 16 e 17 anos – R$ 48,00 por mês e cada família pode acumular até dois benefícios, ou seja, R$ 96,00
  • Benefício para Superação da Extrema Pobreza: famílias em situação de extrema pobreza. Cada família pode receber um benefício por mês – o valor é calculado a partir da renda da família
Bolsa Família: Calendário do fim da 3ª parcela e início da 4ª parcela do auxílio (Imagem: FDR)
Bolsa Família: Calendário do fim da 3ª parcela e início da 4ª parcela do auxílio (Imagem: FDR)

Documentos para entrar no Bolsa Família

Atualmente o cidadão que quiser entrar no programa precisa fazer sua inscrição no Cadastro Único, apresentando a seguinte documentação:

  • Certidão de nascimento
  • Carteira de identidade
  • Cadastro de Pessoa Física (CPF)
  • Carteira de Trabalho
  • Título de eleitor
  • Comprovante de residência
  • Para os dependentes: certidão de nascimento e RG

Para mais informações sobre o Bolsa Família acesse nossa página exclusiva do projeto. 

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR, onde já acumula anos de experiência e pesquisas sobre economia popular e direitos sociais.