Crescem golpes com falsas vagas de emprego; dicas para se proteger

Os golpes com falsas vagas de emprego têm crescido a cada dia. Geralmente os golpistas usam as redes sociais, tais como: WhatsApp e Telegram para enviar anúncios fakes. No entanto, o objetivo não é apenas enganar o leitor, mas, sim, roubar dados pessoais. Confira algumas dicas de como se proteger.

Crescem golpes com falsas vagas de emprego; dicas para se proteger
Crescem golpes com falsas vagas de emprego; dicas para se proteger (Imagem: Reprodução Contábeis)

Falsas vagas de emprego

Cada dia que passa vemos mais pessoas caindo em diferentes tipos de golpes pela internet. As redes sociais mais usadas pelos golpistas são o Telegram e o WhatsApp, além disso, no site de vendas OLX os golpes acontecem constantemente em grande volume.

O objetivo dos golpistas não é  para apenas enganar o leitor, mas, sim, roubar dados pessoais, clonar celulares e conseguir dinheiro das vítimas.

O meio que de entrada que eles estão usando no momento são falsas vagas de emprego, pois, como os golpistas já sabem é por essas mensagens que eles conseguem mais atenção do leitor. Fazendo com que, consequentemente, o golpe seja aplicado.

Com evitar cair em golpes?

Confira algumas dicas básicas e essenciais de como você pode se proteger desses golpes.

  • Não repasse códigos recebidos no celular

Um exemplo de como o golpista usa para clonar o celular é: ele fala sobre à vaga de emprego, fazendo com que o  interesse do desempregado aumente e depois diz que vai passar uma validação de segurança com um código.

Quando você receber alguma mensagem desse tipo já sabe, é golpe. É desse modo que o golpista usa para clonar os celulares da vítima e pedir dinheiro aos contatos do celular.

  • Desconfie de salários acima dos do mercado

A Pâmela Nascimento, coordenadora de recrutamento e seleção do ManpowerGroup, diz que “é mais frequente os golpistas ofereceram as supostas vagas para cargos de perfil operacional, com baixa exigência de qualificação”.

Ou seja, essas mensagens são absurdas, pois, oferecem uma remuneração muito alta para baixo nível de formação, ou, formação nenhuma, o que não existe.

  • Agências não usam sites de venda de objetos 

As empresas sempre divulgam suas vagas de emprego por meio de plataformas reconhecidas e confiáveis. Por exemplo: Empregos.com.br, Indeed, Infojobs, LinkedIn, Vagas.com, Emprega Brasil etc.

Caso você depare-se com uma vaga em site que venda objetos, desconfie, pois, pode ser uma tentativa de golpe.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Mariana Castro
Mariana Castro é formada em Pedagogia pela Universidade Brás Cubas em Mogi das Cruzes - SP. Atualmente trabalha como professora na rede privada de ensino e dedica-se a sessão de carreiras do FDR, produzindo pautas sobre educação e emprego.