Xepa da vacina: Como fazer inscrição e garantir imunização contra COVID-19?

Pontos-chave
  • A xepa da vacina é uma estratégia usada pelos municípios para evitar desperdício de imunizantes;
  • Com isso, são convocadas pessoas que se cadastraram e que possuem as indicações exigidas;
  • As doses que sobram nos frascos são aplicadas nas pessoas cadastradas acima de 18 anos.

A xepa da vacina é uma estratégia usada pelos municípios para evitar desperdício de imunizantes. Com isso, são convocadas pessoas que se cadastraram e que possuem as indicações exigidas.

Xepa da vacina: Como fazer inscrição e garantir imunização contra COVID-19?
Xepa da vacina: Como fazer inscrição e garantir imunização contra COVID-19? (Imagem: Walterson Rosa/MS)

Municípios como São Paulo e Guarulhos abriram o cadastro para a xepa da vacina contra a Covid-19. Com isso, as doses que sobram nos frascos são aplicadas nas pessoas cadastradas acima de 18 anos.

Após abrir os frascos as doses só podem ser aplicadas após algumas horas. Dessa maneira, é comum, no fim dos expedientes, sobrar doses que podem ser descartadas. Para evitar isso, as prefeituras estão adotando a xepa da vacina.

Como se cadastrar na xepa da vacina

Apenas alguns lugares estão adotando essa medida, pois ainda há muitas pessoas dos grupos prioritários para receber o imunizante. Porém, os que aderem a xepa da vacina a realiza de formas distintas.

Há cidades que abrem cadastro online e outros presenciais. As inscrições são feitas nos postos de saúde, precisando comprovar a residência. Porém, ainda há municípios que aplicam as doses no fim do dia, conforme apareça algum morador.

Xepa da vacina em SP

O município paulista está vacinando as pessoas com comorbidades, deficiência permanente, trabalhadores de diversas áreas, moradores de rua, gestantes e puérperas com comorbidades. Mas, alguns postos de saúde não possuem mais esses quantitativo de pessoas pertencentes aos grupos prioritários.

Xepa da vacina: Como fazer inscrição e garantir imunização contra COVID-19?
Xepa da vacina: Como fazer inscrição e garantir imunização contra COVID-19?(Imagem: Reprodução/CNN Brasil)

Por esse motivo, a Secretaria Municipal da Saúde de São Paulo criou um cadastro para a xepa da vacina. Para cada frasco aberto é necessário dez pessoas. Dessa maneira, a ideia é completar a quantidade para que a vacina não seja desperdiçada.

Neste primeiro momento, a capital paulista está priorizando os profissionais da saúde e pessoas com comorbidades, ambos maiores de 18 anos. Além disso, só poderão receber a dose pessoas que residem no município e que fazem parte da unidade básica de saúde que está disponibilizando a dose.

São consideradas comorbidades as doenças cardiovasculares, diabetes, pneumopatias crônicas, cirrose hepática, obesidade mórbida e casos de hipertensão. Para comprovar a doença será preciso apresentar um atestado assinado pelo médico e que contenha o número do CRM.

Pernambuco e a estratégia de vacinação

O Estado prefere usar as opções de monodoses para imunizar os moradores pernambucanos. Com isso, garante que não haja desperdício nem aplicação em grupos fora da lista dos prioritários.

Além disso, as equipes já trabalham sabendo o quantitativo de doses que serão aplicadas no dia. Além disso, não são abertos frascos multidose após as 15h, pois a demanda é menor. Por esse motivo, o Estado não realiza a xepa da vacina.

A Prefeitura do Recife informou, por meio da Secretaria de Saúde, que realiza outras estratégias para não haver desperdício de doses. Dessa maneira, faz o remanejamento das doses para outros locais de vacinação, liga para pessoas agendadas em dias subsequentes para adiantar a dose ou aplica a 2ª dose.

Sobras da vacina contra a Covid-19 no Ceará

O Conselho de Secretarias Municipais de Saúde do Ceará (Cosems-CE) orienta que é preciso evitar ao máximo as perdas. Por esse motivo, é preciso garantir o uso completo da substância remanescente nos frascos.

Dessa maneira, as doses devem ser aplicadas nas pessoas convocadas por telefone ou que estejam próximas aos locais de vacinação. Outra possibilidade, para que não haja perca, é que carros das unidades se desloquem até as pessoas que irão tomar em casa as doses sobrantes.

Mesmo assim, é exigido que as doses sejam aplicadas nas pessoas que se enquadram nos grupos prioritários. A segunda dose é assegurada ao morador que recebe a xepa, sendo aplicada a mesma vacina.

Tempo de duração das vacinas

Atualmente, o Brasil está usando três vacinas de laboratórios distintos: CoronaVac, AstraZeneca/Oxford e Pfizer/BioNTech. As duas primeiras são distribuídas em frascos com dez doses. Após serem abertas devem ser aplicadas em até 8h para a Astrazeneca e 6h para a CoronaVac.

A vacina da Pfizer vem em pó com um frasco de diluente. Cada frasco tem seis doses e não há opção de monodose. O imunizante da BioNTech tem a duração de 6h no cooler com termômetro.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Glaucia Alves
Gláucia Alves é formada em Letras-Inglês pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). Atuou na área acadêmica durante 8 anos. Em 2020 começou a trabalhar como corretora de redação. Atualmente, trabalha na equipe do portal FDR, produzindo conteúdo sobre economia e direitos da população brasileira, onde já acumula anos de pesquisa e experiência. Além de realizar consultoria de redação on-line.