Vale a pena atrasar os pagamentos do financiamento na Caixa? Entenda!

Nesta segunda-feira (7), a Caixa Econômica Federal anunciou que oferecerá aos clientes a suspensão ou redução das prestações do financiamento imobiliário por até seis meses. Ao optar por atrasar ou reduzir as prestações do financiamento na Caixa, os valores não pagos terão incidência de juros.

Vale a pena atrasar os pagamentos do financiamento na Caixa? Entenda!
Vale a pena atrasar os pagamentos do financiamento na Caixa? Entenda! (Imagem: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

A Caixa divulgou alternativas para auxiliar os clientes em meio à pandemia de covid-19. As opções negociais valem para a regularização dos contratos habitacionais nas modalidades FGTS ou SBPE. O banco possibilitará o pagamento parcial ou a pausa nas prestações.

Com a medida, a Caixa espera oferecer às famílias a possibilidade de se reorganizarem para voltar a pagar integralmente as prestações mensais.

Condições para a oferta de suspensão ou redução do financiamento na Caixa

A Caixa informa que o pagamento parcial das prestações está disponível nestas condições:

  • Os clientes poderão reduzir o valor da prestação em até 25% por até 6 meses;
  • Aqueles que preferirem reduzir entre 25% e 74,99% da prestação poderão realizá-lo por até 3 meses. Para isso, deverão apresentar autodeclaração de perda de renda;
  • Os clientes que precisarem de redução acima de 75% da quantia da prestação devem apresentar comprovação documental da perda de renda para avaliação pela Caixa;
  • A solicitação poderá ser feita pelo App Habitação Caixa.

Já no caso da pausa no pagamento das prestações, a oferta está disponível, pelo prazo de até 6 meses, para beneficiários do auxílio emergencial 2021 ou clientes que recebem o seguro desemprego. O pedido pode ser feito pelo App Habitação Caixa ou pelo 0800 104 0104.

Valores não pagos serão cobrados posteriormente com juros

Apesar de disponibilizar o atraso ou redução nos pagamentos do financiamento imobiliário, os valores não pagos durante a vigência da negociação serão incorporados ao saldo devedor do contrato. Estes valores serão diluídos no prazo remanescente.

O banco ressalta que o contrato não está isento da incidência de juros remuneratórios, seguros e taxas. A taxa de juros e o prazo contratados inicialmente não sofrem mudança, segundo a Caixa.

Consequências gerais de quem atrasar as prestações do financiamento

De forma geral, o atraso no pagamento gera multa e juros referentes aos dias de atraso. A Caixa ainda poderá incluir as informações vinculadas ao contrato em cadastros restritivos de crédito, como Serasa. Caso o pagamento das parcelas em atraso não seja feito, a Caixa pode leiloar o imóvel.

Na alienação fiduciária, a pessoa não pode transferir o imóvel a terceiros sem o consentimento da Caixa. Isso ocorre porque o imóvel fica em nome da Caixa e só é transferido para o cidadão após a quitação do financiamento.

Para evitar problemas, em geral, a Caixa possibilita algumas condições especiais. Para verificar as ofertas, basta acessar o site do banco.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Silvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Possui experiência em produção textual e, atualmente, dedica-se à redação do FDR produzindo conteúdo sobre economia.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA