Saiba quais as vantagens o ‘Open Banking’ pode gerar para a sua microempresa

O Open Banking chegou ao Brasil com a proposta de revolucionar o sistema financeiro nacional. Além de auxiliar a população em geral, essa novidade poderá favorecer os negócios. Entenda as oportunidades de negócio possíveis por meio do Open Banking.

Dividida em quatro fases, o Open Banking teve a primeira fase de implementação concluída desde fevereiro. Com isso, os bancos e instituições do setor disponibilizam informações sobre os canais de atendimento e as características de produtos e serviços oferecidas, segundo a Serasa Experian.

A partir da segunda fase do projeto, no dia 15 de julho, os consumidores poderão ter maior visão dos novos processos estabelecidos pelo sistema em pleno funcionamento.

No momento atual, o gerente executivo de Serviços de Crédito e responsável pelo Open Banking na Serasa Experian, Leonardo Henrique, alega que é necessário avançar nas discussões que farão com que os consumidores compreendam, se engajem e utilizem o modelo.

Ele destaca que o sistema tem o potencial de oferecer benefício para os consumidores e para todo o mercado financeiro. Nesse sentido, Leonardo indica a necessidade de discutir também as oportunidades de negócios que poderão ser criadas.

Do mesmo modo, ele aponta que ainda é preciso discutir como cada player poderá transformar os dados disponíveis em insights para novos produtos, soluções e serviços aos clientes.

O movimento desse sistema reflete a capacidade que o tratamento dos dados financeiros dos clientes — com a devida aprovação — terão na geração de novos negócios e novas informações. Dessa forma, será possível disponibilizar melhores produtos e serviços aos consumidores.

Saiba quais as vantagens o 'Open Banking' pode gerar para a sua microempresaSaiba quais as vantagens o ‘Open Banking’ pode gerar para a sua microempresa (Imagem: Eduardo Soares/Unsplash)

Para que esse potencial seja adotado na prática, Leonardo afirma que o primeiro passo é implementar uma estrutura técnica é jurídica robusta.

A operação do sistema envolverá clientes, instituições financeiras e de pagamento autorizadas que disponibilizam serviços, além de empresas que desenvolverão ferramentas voltadas para engajamento, gestão análise e refinamento de dados com o objetivo de auxiliar nesse processo.

De acordo com um levantamento feito com 290 executivos do setor envolvido com o Open Banking em 12 países europeus, algumas das soluções são algoritmos de score de crédito e risco, verificação de renda e ferramentas de gestão financeira, e mais.

Além de democratizar o acesso ao segmento financeiro, o sistema busca oferecer outros diferenciais. O Open Banking ainda visa gerar negócios, mais oportunidades aos players que se estruturarem para isso.

Dessa forma, será possível obter um melhor resultado e liderança às empresas que souberem extrair valor dos dados. Ao considerar este cenário, aos bancos e fintechs devem estar prontos para o tratamento de dados, de forma a estarem prontas para revolução do segmento.

Benefícios do Open Banking para o negócio

Na perspectiva do empreendedor, segundo a empresa Raio-X, o objetivo desse sistema é que as pequenas e microempresas possam ter mais oportunidades de acesso a crédito com menores taxas.

Como benefícios, há três pontos em destaque: mais segurança e controle das informações, mais eficiência no controle financeiro, e mais opções de empréstimo.

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

Saiba quais as vantagens o ‘Open Banking’ pode gerar para a sua microempresa

Silvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Possui experiência em produção textual e, atualmente, dedica-se à redação do FDR produzindo conteúdo sobre economia.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA