Faixa de isenção do IRPF pode ser elevada para R$ 2.500 com estudo do governo

Em breve, a faixa de isenção do IRPF pode passar por alterações. A equipe econômica, de acordo com informações, deve remeter um projeto ao Congresso Nacional para elevar o limite de isenção de R$1,9 mil para R$2,5 mil.

Faixa de isenção do IRPF pode ser elevada para R$ 2.500 com estudo do governo
Faixa de isenção do IRPF pode ser elevada para R$ 2.500 com estudo do governo (Imagem FDR)

Por mais que o projeto seja aceito nestas condições, o valor ainda não atingirá o prometido pelo presidente Jair Bolsonaro em sua campanha para a presidência em 2018. Segundo cálculos da equipe econômica, uma perda maior do que essa não caberia no Orçamento.

Por outro lado, a mudança seria o bastante para repor a inflação de 2016 até atualmente. Cálculos do Sindifisco mostraram que desde 1996, a defasagem já é de 113,09%. O representante dos auditores fiscais, argumenta que o reajuste deveria ser de mais de R$4 mil.

O que deve ser alterado 

Não existem detalhes ainda sobre o reajuste, porém, ele poderá vir acompanhado de uma alteração no Imposto de Renda das empresas, que nos dias de hoje é de 15% sobre o lucro mais um adicional de 10%. 

A ideia é reduzir a alíquota principal em 5% em até dois anos, ao passo que os dividendos devem começar a ser taxados entre 15% e 20%.

Também é previsto pela proposta a unificação do IR sobre aplicações em 10% em renda fixa e planos de previdência, com objetivo de compensar a perda na arrecadação.

Existe a expectativa ainda de que em um prazo mais longo o Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) seja zerado, com exceção para bebidas, cigarros e automóveis.

Também estão entre as medidas estudadas a criação da Contribuição sobre Bens e Serviços (CBS), que irá unificar o PIS e o Confins. A ideia ainda está sendo analisada  pelo Congresso, e deve passar por reajustes para contemplar demandas do setor de serviços.

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

Faixa de isenção do IRPF pode ser elevada para R$ 2.500 com estudo do governo

×
Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira, formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo, atua como do redator do portal FDR produzindo matérias sobre economia em geral e também como repórter do site Aparato do Entretenimento cobrindo o mundo da TV e das artes.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA