Etanol em alta! O que explica valor maior que R$ 5 no combustível?

No mês de maio, os preços do etanol apresentaram alta nos postos de todo o país. Na região Sul, o valor chegou a R$ 6,494 o litro. Os dados sobre o etanol em alta foram informados pela Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), entre os dias 1º e 21 deste mês.

Etanol em alta! O que explica valor maior que R$ 5 no combustível?
Etanol em alta! O que explica valor maior que R$ 5 no combustível? (Imagem: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Ao considerar o preço médio do etanol nos postos de gasolina, a região Nordeste teve o maior registro, por R$ 4,667. A região Norte teve o segundo maior valor médio, por R$ 4,563. Em seguida, aparece o Sul, o preço médio esteve a R$ 4,29.

A ANP revelou que a região Centro-Oeste teve o valor médio de R$ 4,229. Por fim, o Sudeste apresentou o menor preço médio do etanol ao consumidor, por R$ 4,123.

Mesmo com o valor abaixo de R$ 5 no preço médio, a pesquisa chegou a registrar valores acima. Na região Sul, por exemplo, foi possível identificar o preço por até R$ 6,494 o litro. Na região Sudeste, o valor do etanol chegou a apresentar até R$ 5,999.

Motivos para os preços do etanol em alta

Em entrevista ao G1, o presidente da Associação das Indústrias Sucroenergéticas de Minas Gerais (Siamig), Mario Campos, alegou que os valores do etanol estão em alta devido à estiagem que aconteceu no verão.

Ele argumenta que a produção não ocorreu de forma consistente. Desse modo, resultou em um problema de oferta e demanda — que resultou no aumento dos preços do combustível.

Apesar deste aumento, Campos ressalta que houve produção, mesmo que abaixo do registrado nos anos anteriores. Por conta disso, ele acredita que os preços devem reduzir em breve nos postos de combustível.

Outro fator que contribui para a alta do etanol é o aumento do preço do açúcar no mercado internacional. Diante deste cenário, os produtores tendem a fabricar cana para exportar açúcar, em vez de produzir etanol.

Dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex) indicam que, em abril deste ano, o Brasil exportou 25,67% açúcares e melaços a mais em comparação ao mesmo mês de 2020. Ao considerar estes períodos, o aumento na exportação foi de R$ 1,515 milhão para R$ 1,904 milhão.

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

Etanol em alta! O que explica valor maior que R$ 5 no combustível?

×
Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Silvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Possui experiência em produção textual e, atualmente, dedica-se à redação do FDR produzindo conteúdo sobre economia.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA