Cartão alimentação: Três estados liberam benefícios para compra de comida

Pontos-chave
  • Diversos estados e municípios brasileiros têm ofertado auxílios emergenciais locais;
  • Benefício alimentício visa suprir as necessidades básicas na mesa do brasileiro de baixa renda;
  • Belém, Recife e Goiás são alguns dos locais que adotaram o cartão alimentação.

O auxílio emergencial foi de grande valia para os brasileiros em 2020, porém a oferta atual não é capaz de assegurar as despesas básicas como a alimentação de famílias vulneráveis. Neste sentido, algumas unidades federativas aderiram ao cartão alimentação

Cartão alimentação: Três estados liberam benefícios para compra de comida
Cartão alimentação: Três estados liberam benefícios para compra de comida. (Imagem: Reprodução/G1)

O benefício disponibilizado através desta ferramenta oferece um valor simbólico que deve ser utilizado na compra de produtos alimentícios.

Várias localidades já aderiram a esta alternativa, as mais recentes consistem no Estado de Goiás e nos municípios Belém e Recife.

Veja como o cartão alimentação funciona em cada um dos locais mencionados. 

Goiás

No Estado de Goiás, 530 mil alunos da rede estadual de ensino foram contemplados pelo cartão alimentação carregado com a quantia de R$ 30. A ferramenta que começou a ser distribuída no dia 19 de maio, visa substituir a entrega dos kits alimentação. 

O benefício será pago durante os meses de maio, junho e julho para os alunos matriculados nas escolas estaduais de Goiás. Na oportunidade, a Secretaria de Estado de Educação (Seduc), informou que os alunos com os dados cadastrais desatualizados devem regularizar a situação com urgência para viabilizar o recebimento do cartão alimentação

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
OPORTUNIDADE
imagem do cartão
Novo Cartão de crédito queridinho do Brasil, sem anuidade e que você pode solicitar agora 34.787 pessoas já solicitaram

Somente na capital do Estado, Goiânia, 49 mil unidades do cartão já foram distribuídas. A previsão é para que os demais municípios recebam a ferramenta nos próximos dias. 

Assim que cada escola da rede de ensino estadual estiver em posse do cartão alimentação, a administração da instituição irá entrar em contato com os pais ou responsáveis do aluno para agendar uma data e horário para a retirada do item.

É preciso mencionar que o cartão alimentação está vinculado ao Cadastro de Pessoa Física (CPF) de cada estudante.

Cada aluno tem o direito ao cartão alimentação no valor de R$30. Desta forma, se um mesmo pai tiver dois filhos (as), por exemplo, a quantia recebida será de R$ 60. 

O uso da ferramenta está autorizado em qualquer estabelecimento credenciado à bandeira adotada, desde que a quantia seja utilizada exclusivamente em itens alimentícios. Lembrando que não há um prazo para que o crédito seja utilizado. 

Belém

Na capital paraense, Belém, 900 unidades do cartão alimentação foram entregues na última terça-feira, 25. O auxílio é no valor de R$ 100 destinados à compra de alimentos para as famílias em situação de vulnerabilidade social, diretamente afetadas pela crise sanitária e econômica causadas pela pandemia da Covid-19.

A medida se trata de uma iniciativa da Central Única das Favelas (CUFA) em parceria com uma rede de supermercados local. O objetivo principal é o de amparar mulheres na condição de baixa renda que residem nas periferias de Belém. 

A entrega do cartão alimentação teve início no distrito de Icoaraci, mais precisamente, no Estádio Abelardo Conduru. O local receberá a maior parcela dos cartões, serão 300 unidades distribuídas, contemplando também demais bairros da região metropolitana de Belém, bem como, cidades vizinhas no decorrer do ano. 

A CUFA PARÁ ainda informou que o valor depositado no cartão alimentação também poderá ser sacado em casas lotéricas, auxiliando na aquisição de cestas básicas. A quantia também pode ser utilizada em demais finalidades domésticas e cursos profissionalizantes, entre outras ações. 

Recife

Na capital pernambucana, Recife, o cartão alimentação é ofertado através do auxílio municipal emergencial (AME). A distribuição da ferramenta teve início na última segunda-feira, 24, através de uma iniciativa da Prefeitura de Recife. 

O cartão alimentação tem cargas variadas entre R$ 50 ou R$ 150, de acordo com o perfil apresentado por cada beneficiário. Cerca de 30 mil famílias em situação de vulnerabilidade social serão amparadas pelo AME. 

Antes de mais nada, é preciso acessar o portal Conecta Recife e inserir o número do CPF ou do Número de Identificação Social (NIS). Se o cidadão estiver apto ao AME, ele será redirecionado para uma página onde poderá fazer o agendamento para a retirada do cartão entre o dia 24 de maio a 1º de junho, próxima terça-feira, entre o período de 08h às 17h. 

A princípio dois grupos serão contemplados, o primeiro deles é composto por 17.176 famílias que estão na fila de espera do Bolsa Família. Portanto, entende-se que este grupo já está registrado no Cadastro Único (CadÚnico) do Governo Federal, e dentro dos critérios para a aquisição do benefício.

Este público irá receber duas parcelas no valor de R$ 150 cada. O segundo grupo é composto por 12.451 famílias com crianças entre 0 a 3 anos de idade e que já recebem o Bolsa Família. O segundo grupo receberá duas parcelas complementares de R$ 50 cada.

Cartão alimentação: Três estados liberam benefícios para compra de comida
Cartão alimentação: Três estados liberam benefícios para compra de comida. (Imagem: Reprodução/Azulis)

No total, o auxílio emergencial municipal contará com um investimento de R$ 6,4 milhões, responsáveis pelo pagamento aos beneficiários durante os meses de maio e junho. A distribuição acontecerá nos seguintes pontos:

  • Sesc Santo Amaro: Praça do Campo Santo, 1-101 – Santo Amaro;
  • Estádio José do Rêgo Maciel: Av. Beberibe, 1285 – Arruda; 
  • Escola Técnica Miguel Batista: Av. Norte Miguel Arraes de Alencar, 7487 – Macaxeira;
  • Centro Social Urbano Bido Krause: Avenida 11 de agosto, s/nº – Curado;
  • Compaz Ariano Suassuna: Av. Gen. San Martin, 1208 – Cordeiro;
  • Geraldão: Av. Mal. Mascarenhas de Morais, 7787 – Imbiribeira.

Ressaltando que no ato de retirada do cartão do auxílio emergencial, o beneficiário precisa apresentar o CPF ou NIS junto ao documento de identidade original com foto.

Laura Alvarenga
Laura Alvarenga é graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário do Triângulo em Uberlândia - MG. Iniciou a carreira na área de assessoria de comunicação, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais e agora se empenha na carreira do jornalismo online através do portal FDR.