Atenção! Veja passo a passo para pedir parcelas negadas do auxílio emergencial

Brasileiros com auxílio emergencial negado tem até a próxima semana para realizar pedido de contestação. Ao longo dos últimos dias, o Ministério Da Cidadania informou que estaria abrindo um novo período de revisão para ter acesso ao coronavoucher. O procedimento deve ser feito online.

Atenção! Veja passo a passo para pedir parcelas negadas do auxílio emergencial (Imagem: Marcos Rocha/ FDR)
Atenção! Veja passo a passo para pedir parcelas negadas do auxílio emergencial (Imagem: Marcos Rocha/ FDR)

Se você tentou receber as mensalidades do auxílio emergencial 2021 e teve seu pedido negado, fique atento. O prazo para realização da contestação se encerra no dia 1 de junho.

O procedimento é simples e deve ser feito inteiramente pela internet, para isso basta fornecer seus dados de identificação pessoal.

Como contestar negativa do auxílio emergencial?

A primeira coisa a ser feita é abrir a página da Dataprev. Na sequência, na aba do auxílio emergencial você vai preencher o formulário de identificação como se estivesse fazendo uma consulta em seus dados.

Informe seu nome completo, data de aniversário, número do CPF e nome completo de sua mãe. Feito isso, confirme as informações e aguarde aparecer sua negativa.

Com a comprovação de que está fora da folha orçamentária do projeto, clique abaixo em contestar recusa.

Basta ler a mensagem de comprovação que será exibida na tela e validar sua solicitação. Pronto, feito isso o governo federal irá reavaliar seu caso para saber se você pode ou não ser incluso no projeto.

Quem tem direito a contestação?

Para tentar uma nova chance é preciso ter sido contemplado do auxílio emergencial em 2020. De acordo com os informes do ministério da cidadania, a revisão só vem sendo realizada para aqueles que receberam ao menos uma parcela do programa em sua primeira rodada.

Minha contestação foi recusada, o que fazer?

Para quem ainda tem certeza de que se enquadra em todos os requisitos de recebimento do auxílio emergencial, há a opção de tentar ter acesso aos recursos via justiça.

Nesse caso, o cidadão precisa de um acompanhamento profissional de seu advogado, reunindo todos os registros que atestem seus direitos.

Para ações judiciais a liberação do auxílio emergencial tende a ser mais prolongada, podendo ser aprovada após o fim do cronograma atual. No entanto, uma vez intimado o governo ainda terá a obrigação de restituir o cidadão com o valor total das parcelas.

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

Atenção! Veja passo a passo para pedir parcelas negadas do auxílio emergencial

×
Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA