Stone e Banco Inter firmam parceria que muda atuação na Bolsa de Valores

O Banco Inter está praticamente se despedindo da Bolsa brasileira. O banco planeja uma reorganização para listar suas ações na Nasdaq e manter apenas recibos destes papéis (BDRs) negociados na B3.

Stone e Banco Inter firmam parceria que muda atuação na Bolsa de Valores
Stone e Banco Inter firmam parceria que muda atuação na Bolsa de Valores (Imagem: Reprodução Criptonizando)

A instituição anunciou também que promoverá uma nova oferta de ações como forma de reforçar o balanço. Uma parte dos novos papéis foi adquirido pela Stone, empresa de maquininhas de cartão e meios de pagamento. A empresa também possui ações listradas na Nasdaq.

Os investidores ficaram empolgados com a novidade. No pregão desta segunda, 24, as units do Inter (BIDI11) dispararam 25,79%, fechando a R$223,29. No ano, o ativo já tem uma alta acumulada de 128,59%.

No exterior, o Inter se chamará Inter Platform e a finalidade desta mudança é evidente: fazer com que o controle da instituição permaneça com a família Menin.

Após esta operação, o Inter terá duas classes de ações: a primeira, negociada na Nasdaq, concederá o direito a um voto cada e a segunda que contará com o chamado “voto Plural”, ficará sob responsabilidade do acionista controlador do Inter e dos filhos.

De acordo com o plano do Inter, é prevista a incorporação e o resgate das ações negociadas atualmente na B3 e a listagem na Nasdaq. Os atuais acionistas na bolsa brasileira poderão receber em contra partida, as novas ações da Inter Platform ou recibo de ações (BDRs) lastreados nestes papéis.

Inter Platform tem a intenção de protocolar na CVM a solicitação de registro do programa de BDRs. Porém, a própria instituição observa que não é possível garantir que o pedido será aceito.

Os acionistas poderão receber, como umas alternativa, o valor equivalente às ações em dinheiro, segundo o laudo de avaliação que o Inter contratará em breve e que será escolhido pelos acionistas em assembleia.

Stone 

O Inter comunicou que fará uma nova oferta pública de ações em uma ação que trará além de dinheiro, um novo e importante parceiro, a Stone.

O valor total da oferta não foi divulgado, porém, a Stone garantiu um investimento de R$2,5 bilhões para ficar com uma participação de 4,99% do capital total do Banco Inter.

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

Stone e Banco Inter firmam parceria que muda atuação na Bolsa de Valores

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira, formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo, atua como do redator do portal FDR produzindo matérias sobre economia em geral e também como repórter do site Aparato do Entretenimento cobrindo o mundo da TV e das artes.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA