Direitos do Estudante: Meia entrada, transporte grátis e vagas de emprego

Pontos-chave
  • Estudantes têm direitos garantidos durante a pandemia;
  • Carteira para meia entrada pode ser solicitada na internet;
  • Vale transporte gratuito deve ser mantido pelas prefeituras.

Direitos do estudante permanecem garantidos por lei. Mesmo com a pandemia do novo coronavírus inviabilizando uma série de serviços em todo o país, os alunos da rede pública ou privada devem ficar atentos aos benefícios destinados para eles. Documentos como a carteirinha de meia entrada ainda estão mantidos, entre outros.

publicidade
Direitos do Estudante: Meia entrada, transporte grátis e vagas de emprego (Imagem: Reprodução/Freepick)
Direitos do Estudante: Meia entrada, transporte grátis e vagas de emprego (Imagem: Reprodução/Freepick)

Para os jovens o ano de 2020 e 21 têm sido atípicos. Com aulas em sistema remoto, muitos deixaram passar batido a obtenção de alguns documentos importantes como a carteira de estudante ou o vale transporte estudantil. Mesmo com a pandemia, tais benefícios seguem validados por lei, podendo ser utilizados.

Carteira de estudante 2021

Para quem quiser tirar a carteira de estudante este ano, é preciso ficar atento as possibilidades em sua região. Há diversas formas de ter acesso ao documento e todas elas devem garantir meia entrada em estabelecimentos como cinema, parques, apresentações artísticas, entre outros.

publicidade

No caso dos alunos da rede privada, as próprias instituições passam a realizar suas carteirinhas de estudante. Normalmente o jovem precisa apenas preencher o formulário com seus dados de identificação pessoal e também escolar ou universitário.

Depois, basta entrega-lo juntamente com uma foto 3×4 e pagar o valor taxado que tende a ser entre R$ 10 a R$ 25.

Há ainda a possibilidade de fazer a solicitação do documento pela internet. Nesse caso, basta procurar pelos sites de uniões estudantis, como a UNE, para fazer seu cadastro e aguardar a entrega do cartão em sua residência.

Os alunos da rede pública também podem fazer a solicitação online ou acompanharem o processo de aplicação de sua instituição de ensino. Tanto nas universidades como nas escolas, há a chance de pedir a carteirinha.

Uma observação importante é que, diante do atual contexto de pandemia, o estudante pode gozar da meia entrada mesmo sem estar com sua carteirinha.

Para isso, basta ele apresentar seu comprovante de matrícula atualizado e um documento oficial com foto. Por ser um benefício garantido por lei, o estabelecimento deve aceitar seu benefício.

publicidade

Cartão para transporte público

Outro direito também garantido aos estudantes são os cartões para transportes públicos. Há regiões, como Recife, que os jovens da rede privada podem criar o Vale Metropolitano Eletrônico, que concede descontos no valor total das passagens.

A solicitação pode ser feita através da página http://vemgranderecife.com.br/?page_id=250, sendo necessário preencher o formulário de identificação pessoal e apresentar a documentação estudantil.

Para quem é da rede pública, há o direito de andar no transporte coletivo de forma totalmente gratuita. Nesse caso o jovem deve entrar em contato com a secretaria de educação de seu estado para tomar conhecimento sobre a solicitação do cartão.

publicidade

Normalmente os dispositivos são feitos nas próprias prefeituras e postos de atendimento, porém com a pandemia cada cidade passou a adotar um modelo online específico.

Nesse caso, é preciso ainda comprovar ser de baixa renda e que o valor solicitado será destinado para custear o trajeto de casa até o centro de ensino.

Direitos do Estudante: Meia entrada, transporte grátis e vagas de emprego (Imagem: Reprodução G1-Globo)
Direitos do Estudante: Meia entrada, transporte grátis e vagas de emprego (Imagem: Reprodução G1-Globo)
publicidade

Vagas de emprego

Por fim, os estudantes conseguem ainda facilitações no mercado de trabalho através de programas como o jovem aprendiz. As seleções variam de acordo com cada região e são determinadas pelas empresas que se interessam em participar do projeto.

Por meio dele o estudante passa a ter acesso a um salário que chega até ao piso nacional de R$ 1.100, jornada de trabalho de 6 horas e demais benefícios como vale transporte, vale alimentação e até mesmo auxílio saúde, férias e décimo terceiro salário.

Para poder se candidatar ao jovem aprendiz é preciso:

publicidade
  • Ter idade entre 14 e 24 anos;
  • Não ter experiência profissional com registro em carteira;
  • Estar matriculado em uma escola de ensino fundamental ou médio ou em curso de graduação superior;
  • Jovens concluintes do ensino médio devem estar matriculados em algum curso de nível técnico.

Outra forma de emprego é através das seleções de estágio. Nesse caso os benefícios, valores e regras de inclusão variam de acordo com a área de atuação do universitário.

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

De modo geral, o estágio permite que ele exerça seu trabalho durante meio expediente de forma que possa obter experiência no mercado que deseja atuar.

publicidade

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!