Quem tem direito ao aumento de 25% na aposentadoria do INSS?

Todo o trabalhador brasileiro inscrito no Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) tem direito a solicitar benefícios previdenciários após concluir o período de carência. E em casos específicos é possível requerer um adicional de 25% do valor concedido pela Previdência Social

Quem tem direito ao aumento de 25% na aposentadoria do INSS?
Quem tem direito ao aumento de 25% na aposentadoria do INSS? (Imagem: Marcos Rocha/ FDR)

O aumento na margem mencionada é destinado aos segurados que recebem a aposentadoria por invalidez.

No entanto, é preciso se enquadrar em algumas particularidades, como a necessidade de contar com o auxílio de terceiros para realizar tarefas do cotidiano

Vale ressaltar que esta ajuda pode vir tanto de um familiar próximo, quanto de um profissional capacitado na área, apto a dar apoio em simples atividades como o banho e alimentação.

Estando de acordo com estes termos, o aposentado do INSS tem o direito de requerer o adicional de 25%, que é calculado sobre o valor da aposentadoria. 

O adicional de 25% é direcionado ao beneficiário que se encontra incapaz de exercer a atividade profissional, seja devido a um acidente ou doença. Observe algumas circunstâncias que dão direito ao aumento no valor do benefício pago pelo INSS:

  • Cegueira total;
  • Perda dos nove dedos ou mais das mãos;
  • Paralisia dos dois braços ou pernas;
  • Perda das pernas, na hipótese em que a prótese for impossível;
  • Perda de uma das mãos e dos dois pés, mesmo que a prótese seja possível;
  • Perda de um braço e de uma perna, na hipótese em que a prótese for impossível;
  • Alteração das faculdades mentais com grave perturbação da vida orgânica e social. Em outras palavras, quando há dificuldade em organizar o pensamento, o raciocínio e a tomada de decisões para executar atividades domésticas e sociais por conta própria; 
  • Doença que tenha deixado o segurado acamado;
  • Incapacidade permanente para as atividades da vida diária.

Conforme mencionado, o cálculo do adicional de 25% do INSS é baseado na renda mensal paga pelo instituto ao segurado.

Por exemplo, se ele recebe benefícios no valor equivalente ao piso nacional, ou seja, R$ 1.100,00, o aumento será de R$ 275,00 mensais, totalizando em R$ 1.375,00.

Vale ressaltar que o acréscimo também é válido para o segurado que recebe o teto do INSS, que é de R$ 6.433,57.

Neste caso, com o acréscimo de 25% o aposentado passaria a receber mensalmente a quantia de R$ 8.041,96.

O mesmo adicional também é aplicado no pagamento do 13º salário do INSS. Contudo, se tratando de pensão, o dependente recebe apenas o valor base do benefício, tendo em vista a morte do segurado que era o motivo principal que gerava a necessidade deste valor. 

Como solicitar o adicional de 25% na aposentadoria por invalidez do INSS?

Para receber o adicional de 25% na aposentadoria do INSS, o aposentado ou a família do mesmo precisa agendar uma perícia médica técnica pelo site, aplicativo “Meu INSS” ou telefone 135.

Atenção: No dia da avaliação, a família do assegurado precisa levar os documentos todos os pessoais e laudo médico que comprove a necessidade de ajuda para realização de suas necessidades básicas.

Veja como agendar perícia médica do INSS pela internet em nosso tutorial a seguir:

https://www.youtube.com/watch?v=EdoIATz-4mI&ab_channel=FDR-Finan%C3%A7as%2CDireitos%2CRenda

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 4.3
Total de Votos: 3

Quem tem direito ao aumento de 25% na aposentadoria do INSS?

Laura Alvarenga
Laura Alvarenga é graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário do Triângulo em Uberlândia - MG. Iniciou a carreira na área de assessoria de comunicação, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais e agora se empenha na carreira do jornalismo online através do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA