Moeda digital poderá ser realidade no Brasil em 2022, de acordo com Banco Central

Desde agosto do ano passado, o Banco Central (BC) vem desenvolvendo um projeto de criação de uma moeda digital. A autoridade monetária está desenvolvendo um relatório com alternativas para lançar um dinheiro virtual até 2022, segundo apurado pela Folha de S. Paulo.

Moeda digital poderá ser realidade no Brasil em 2022, de acordo com Banco Central
Moeda digital poderá ser realidade no Brasil em 2022, de acordo com Banco Central (Imagem: Marcello Casal Jr/Agência Brasil)

Diante do cenário de crescimento nos investimentos em moedas digitais, o Banco Central (BC) planeja lançar uma moeda digital oficial. Com este lançamento, especialistas entendem que haveria mais credibilidade para estas modalidades.

O projeto de moeda digital tem sido desenvolvido pelo BC desde o ano passado. Segundo o presidente da autoridade monetária, Roberto Campos Neto, os estudos na área tiveram grande avanço.

Segundo a autarquia, a ideia seria que o documento do novo modelo monetário estivesse pronto em seis meses. Contudo, o relatório ainda não foi finalizado.

Este documento apresentaria os impactos, benefícios e custos da moeda digital.
Após ter acesso ao relatório finalizado, a diretoria colegiada do Banco Central tomará a decisão de prosseguir ou não com o projeto, segundo informado pela Folha.

A moeda digital desenvolvida pelo Banco Central

A ideia seria que a moeda digital do governo fosse apenas uma nova forma de representação do dinheiro já emitido pelo Banco Central. Sendo assim, o dinheiro virtual seria incluso na base monetária do Brasil.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
OPORTUNIDADE
imagem do cartão
Você foi selecionado para ter um cartão de crédito, sem anuidade hoje mesmo.
Faça sua aplicação!
277 pessoas solicitando no momento...

Estas moedas digitais teriam diferenças para as criptomoedas existentes no mercado — como os bitcoins.

A Principal diferença é que o dinheiro virtual emitido pelo BC seria semelhante ao papel-moeda. Esta seria assegurada e gerida pelo estado.

Por outro lado, as criptomoedas já existentes não possuem garantias reais. Outro diferencial é que a moeda não teria efeito especulativo.

Conforme mostrado pela Folha, o Banco Central pretende distribuir o dinheiro virtual por meio do sistema financeiro.

No entanto, a autarquia não detalhou sobre como aconteceria a logística. O procedimento teria semelhança com o realizado com o papel-moeda, mas por meio virtual.

Atualmente, nenhum país do mundo possui dinheiro digital oficial. Na China, a emissão de dinheiro digital oficial pelo governo está em fase final de implementação. Pelo Brasil, caso o lançamento seja confirmado, esta moeda funcionaria como um complemento ao sistema Pix.

Silvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Possui experiência em produção textual e, atualmente, dedica-se à redação do FDR produzindo conteúdo sobre economia.