Valor da conta de luz terá acréscimo de pelo menos 10% em 2021, diz Aneel

Conta de luz terá reajuste de quase 10% em região específica do país. Nesta quinta-feira (22), a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou o projeto que aumenta o valor das tarifas elétricas em parte do Nordeste. A medida consolida um reajuste médio de 8,96% nos carnês dos consumidores atendidos pela Companhia Energética do Rio Grande do Norte (Cosern).

Valor da conta de luz terá acréscimo de pelo menos 10% em 2021, diz Aneel (Foto: Sérgio Lima/Poder 360)
Valor da conta de luz terá acréscimo de pelo menos 10% em 2021, diz Aneel (Foto: Sérgio Lima/Poder 360)

Os moradores do Rio Grande do Norte terão que reorganizar suas contas e economizar no consumo de energia elétrica. De acordo com o último decreto da Aneel, a conta de luz dessa região ficarão ainda mais caras. A empresa aprovou um reajuste em duas categorias a ser implementado pela Cosern.

De acordo com o texto do projeto, os consumidores terão um acréscimo de 8,96% em suas tarifas. Para aqueles de alta tensão, como os industriais, o reajuste médio será de 11,18%. Já os comerciais e residenciais atendimentos em baixa tensão terão uma alteração de 8,27%.

Motivações do reajuste na conta de luz

A justificativa adotada pela aplicar as correções, segundo a Aneel, levou em consideração os impactos do novo coronavírus que regou uma reversão de -4,31% nas cobranças a Cosern.

Desse modo, a população passará a prestar conta da quantia amenizando a prejuízo gerado na folha orçamentária da distribuidora.

Outro grande motivo, afirmou a Aneel, foi o interesse de minimizar a alteração no cronograma de pagamento de indenizações às transmissoras. E, o abatimento de créditos tributários devido ao pagamento indevido de PIS e Cofins pelos consumidores no passado.

As novas tarifas passaram a valer já a partir dessa quinta-feira (22) e não apresentam previsão de baixa. A Aneel oficializou sua decisão em uma publicação no Diário Oficial da União. Cerca de 1,5 milhões de pessoas deverão ser afetadas.

Impactos para a população

Diante dos acréscimos, economistas orientam os moradores do RN é economizar no consumo. Aparelhos como ar condicionado, chuveiro elétrico, maquina de lavar, entre outros, devem ser utilizados por um menor tempo.

Por fim, os cidadãos podem ainda acompanhar o cálculo de consumo de suas casas através de seus contadores. Em caso de cobranças acima da média registrada, é possível contestar e ganhar indenização através de uma notificação contra a distribuidora.

Gostou do conteúdo? Siga @fdrnoticias no Instagram e FDR.com.br no Facebook para ver as últimas notícias que impactam diretamente no seu bolso e nos seus direitos.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR, onde já acumula anos de experiência e pesquisas sobre economia popular e direitos sociais.