Fase de transição começa em SP nesta segunda (19); veja o que muda no comércio

Hoje, 19, é o primeiro dia útil da fase de transição estipulado pelo Plano SP para todo o estado de São Paulo. Esta etapa nova, batizada de fase transitória pelo governo do estado, se encaixa entre a fase vermelha e a laranja. Veja os detalhes.

Fase de transição começa em SP nesta segunda (19); veja o que muda no comércio
Fase de transição começa em SP nesta segunda (19); veja o que muda no comércio(Imagem: Fernando Frazão/Agência Brasil)

Esta fase de transição começou a vigorar de forma oficial neste domingo, 18 e segue até 1º de maio. No momento em que o governo fará uma nova avaliação da situação do estado e decidirá se mantém esta fase ou passa para a próxima.

A mudança mais importante nesta fase de transição é a liberação do funcionamento de comércios e atividade religiosas em horários reduzidos. Estas atividades estavam proibidas na fase vermelha.

Em decorrência disso, os shoppings e lojas de rua, que só eram autorizados a abrir a partir da fase laranja, começaram a funcionar neste domingo. Cultos e missas também voltaram a ser realizados, mantendo as restrições.

O toque de recolher permanece inalterado entre 20h e 5h. A força-tarefa entre a Polícia militar, vigilância sanitária e Procon seguem realizando fiscalizações.

Nesta semana, existem mais mudanças previstas. No sábado, 24, está programada a volta de outros serviços como: atendimento presencial em restaurantes e lanchonetes,  salões de beleza e cabeleireiros, atividades culturais e eventos, academias, clubes e parques.

Hoje, no primeiro dia útil desta nova fase, as ruas do Brás, conhecidas por seu comércio popular, estavam lotadas. O movimento era intenso desde a madrugada com ambulantes e ônibus de viagem que trazia compradores.

O que pode funcionar na fase de transição

  • Shoppings e lojas de rua, das 11h às 19h, com limitação de 25% da capacidade total
  • Cultos, missas e demais atividades religiosas coletivas com distanciamento e controle de acesso
  • Restaurantes e lanchonetes podem atender presencialmente a partir de 24 de abril, das 11h às 19h, com no máximo 25% da capacidade total
  • Salões de beleza e cabeleireiros podem ter atendimento presencial a partir de 24 de abril, das 11h às 19h, com 25% da capacidade total
  • Cinemas, teatros, museus, eventos e convenções podem abrir a  partir de 24 de abril, das 11h às 19h, com controle de acesso, público sentado, assentos marcados e 25% da capacidade.
  • Academias, clubes e centros esportivos podem abrir a partir de 24 de abril, das 7h às 11h e das 15h às 19h, somente para prática de atividades físicas individuais agendadas, com  no máximo 25% da capacidade.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira é formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo. Atua como redator do portal FDR, onde já cumula vasta experiência e pesquisas, produzindo matérias sobre economia, finanças e investimentos.