PROUNI abre inscrições para vagas remanescentes em maio; como funciona?

Nos dias 3 e 4 de maio, o Ministério da Educação (MEC), vai abrir as inscrições para bolsas remanescentes do primeiro semestre do processo seletivo deste ano de 2021. A inscrição deve ser realizada pela internet, no site do Prouni até as 23h59 do dia 04 de maio.

PROUNI abre inscrições para vagas remanescentes em maio; como funciona?
PROUNI abre inscrições para vagas remanescentes em maio; como funciona? (Imagem: Montagem FDR)

As bolsas remanescentes  são aquelas não preenchidas no processo seletivo regular para o primeiro semestre de 2021. 

O programa seleciona bolsistas duas vezes por ano, para ingresso no primeiro e no segundo semestres dos cursos nas universidades do país.

Neste primeiro semestre de 2021, o programa oferece para os estudantes bolsas para 13.117 cursos em 1.031 instituições de ensino, localizadas em todos os estados do país, isso incluí o Distrito Federal.

São mais de 162 mil bolsas ofertadas, sendo 52.839 para cursos na modalidade de educação a distância (EAD). As inscrições são feitas exclusivamente no site do Prouni. 

Prouni

O Programa Universidade para Todos (ProUni) foi criado em 2004 com a intenção de incluir os estudantes que não conseguem pagar a faculdade. Sendo assim, são selecionados estudantes para terem bolsas parciais e integrais em universidades particulares. 

As bolsas podem ser de 50% ou de 100%,mas para isso é necessário que o estudantes esteja encaixado nos requisitos.

Neste ano de 2021, o Programa não vai utilizar as notas do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) mais recente, ou seja, de 2021.

Essa decisão foi tomada pelo Ministério da Educação (MEC) para que a seleção fosse realizada ainda no começo do mês.

Quem pode participar?

Para participar é necessário que os candidatos:

  • ter cursado o ensino médio completo na rede pública;
  • ter sido bolsista integral em escolas particulares durante todo o ensino médio;
  • ter alguma deficiência;
  • ser professor da rede pública de ensino, na educação básica.

Com exceção dos docentes, os outros candidatos não podem ter diploma do ensino superior.

Para se inscrever ainda é preciso que o estudante tenha participado de uma das edições do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), a partir do ano de 2010.

Além disso, é preciso que tenha obtido ao menos 450 pontos na média das cinco provas do exame, além de nota superior a zero na redação do Enem.

Jheniffer FreitasJheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Atualmente, é redatora do portal FDR, produzindo pautas sobre economia popular e finanças.