Agências do INSS do Norte e Centro-Oeste voltam a fazer atendimentos

As agências do INSS das regiões Norte e Centro-Oeste retornaram com o atendimento presencial nesta segunda-feira, 12. No entanto, é preciso que o segurado faça o agendamento prévio para procedimentos como perícia médica, avaliação social, entre outros.

Agências do INSS do Norte e Centro-Oeste voltam a fazer atendimentos
Agências do INSS do Norte e Centro-Oeste voltam a fazer atendimentos. (Imagem: Marcello Casal/Jr Agência Brasil)

De acordo com o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), as unidades se empenham para aplicar medidas rigorosas no sentido de evitar a proliferação do vírus Covid-19. Portanto, os protocolos de proteção e prevenção impostos pelo Governo Federal têm sido respeitados à risca. 

Mesmo com a reabertura das unidades, a recomendação do próprio instituto é para que os segurados deem preferência para o atendimento remoto disponibilizado nos canais eletrônicos “Meu INSS”, e pela Central de Atendimento 135.

Aqueles que recorrerem ao site ou aplicativo “Meu INSS” poderão contar com serviços como a solicitação de benefícios, emissão de extratos, cumprimento de exigências e agendamento de atendimento presencial. 

Em caso de dúvidas, é possível obter todas as orientações possíveis junto à assistente virtual, Helô, a qual também auxilia na emissão de senha para acessar o portal.

Já através da Central de Atendimento 135, o usuário consegue se inscrever na Previdência Social, adquirir informações, esclarecer dúvidas, requerer benefícios, agendar atendimentos, entre outros serviços. 

A medida de suspender as atividades presenciais nas agências do INSS por todo o país é vista como um suporte em combate à disseminação do novo coronavírus.

Exclusivamente nas regiões Norte e Centro-Oeste, a decisão de suspender os atendimentos presenciais foi tomada e aplicada durante duas semanas no mês de março, bem como em diversas outras localidades. 

Porém, no fim do mês passado uma parte dos procedimentos disponibilizados pela autarquia voltaram a ser realizados normalmente, com exceção das perícias médicas e avaliações sociais. 

O INSS tem se mobilizado em diversos setores em virtude de amenizar os impactos da pandemia da Covid-19. Desta vez, a autarquia autorizou a concessão do auxílio-doença sem a perícia médica.

O benefício previdenciário poderá ser liberado ao segurado que apenas apresentar o atestado médico.

Contudo, dados do Instituto Brasileiro de Direito Previdenciário (IBDP) apontam que a autarquia possui 598 mil requerimentos na fila de espera pela perícia médica. Vale ressaltar que o prazo usual de concessão é de, aproximadamente, 90 dias. 

Este também é o período pelo qual o auxílio-doença sem a exigência da perícia médica será concedido até dezembro de 2021. Lembrando que não há a possibilidade de estender este prazo.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Laura Alvarenga
Laura Alvarenga é graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário do Triângulo em Uberlândia - MG. Iniciou a carreira na área de assessoria de comunicação, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais e agora se empenha na carreira do jornalismo online através do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA