Novo apagão no Amapá? Após falta de energia moradores temem desligamento

Após cinco meses, o estado do Amapá voltou a sofrer com um novo apagão na noite de ontem, 8. O serviço parou de funcionar às 18h30 e afetou a capital Macapá e outros 14 municípios. A energia só voltou a ser restabelecida após as 20h de forma gradativa em todas as cidades.

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

publicidade
Novo apagão no Amapá? Após falta de energia moradores temem desligamento
Novo apagão no Amapá? Após falta de energia moradores temem desligamento (Imagem: Reprodução/Google)

O último apagão aconteceu em novembro de 2020 e afetou 13 cidades. O acontecimento foi amplamente divulgado em todo o Brasil.

De acordo com a CEA (Companhia de Eletricidade do Amapá), a causa do apagão não foi falha com o distribuidor de energia e sim com a linha de transmissão no trecho do Linhão de Tucuruí, entre Jurupari (PA) e Laranjal do Jari (AP). 

publicidade

A CEA disse que o problema atingiu 15 dos 16 municípios. Somente Oiapoque não foi afetada, já que possui um sistema isolado.

Por fim, a companhia disse que aguarda a autorização do ONS (Operador Nacional do Sistema Elétrico) para recompor os sistemas de distribuição.

A ONS, que é encarregada de monitorar o fornecimento de energia elétrica em todo o país, disse que aconteceu uma interrupção de cerca de 200MW de carga no sistema elétrico que atende o Amapá.

A nota que foi enviada para imprensa dizia que as medidas para o restabelecimento do serviço foram aplicadas assim que o problema foi identificado.

“Às 19h02 foi iniciado o processo de recomposição da energia. O ONS avaliará as causas da ocorrência junto aos agentes envolvidos”, dizia a nota.

A LMTE (Linhas de Macapá Transmissora de Energia) disse que já estuda as razões do desabastecimento e que já restabeleceu “a linha de transmissão Jurupari-Laranjal, que abastece sua subestação de Laranjal”.

publicidade

A concessionária explicou também que a subestação Macapá e os três transformadores dela operam normalmente. 

A Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) pediu explicações para LMTE a respeito da queda no serviço e deu um prazo de um dia para que os esclarecimentos sejam apresentados, “incluindo análise preliminar da causa e as medidas que estão sendo adotadas para solucionar o problema e evitar reincidências”.

publicidade

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira é formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo. Atua como redator do portal FDR, onde já cumula vasta experiência e pesquisas, produzindo matérias sobre economia, finanças e investimentos.