Corte de jornada será necessário? Pesquisa mostra 1,4 mi de empregos garantidos

Os empregos de 1,44 milhões de trabalhadores formais estarão garantidos até o mês de agosto. Tudo graças aos acordos de suspensão do contrato de trabalho, ou de redução de jornada firmados em 2020, através da Medida Provisória 936. É o que revelou o levantamento realizado pela LCA Consultores.

Corte de jornada será necessário? Pesquisa mostra 1,4 mi de empregos garantidos
Corte de jornada será necessário? Pesquisa mostra 1,4 mi de empregos garantidos (Imagem: Marcello Casal Jr/Agência Brasil)

A estabilidade equivalente ao período de suspensão do contrato de trabalho a que o empregado tem direto através do BEm (programa de Benefício Emergencial), diminui a perda de postos de trabalho em meio a pandemia. Porém pode prejudicar a adesão das empresas na retomada da MP neste ano.

O governo criou o BEm no ano passado como mais uma medida para atenuar os impactos no mercado de trabalho causados pela pandemia. Segundo a MP, as empresas poderiam acordar com seus funcionários a suspensão do contrato de trabalho ou a redução da jornada.

Como compensação, estes funcionários teriam garantida a estabilidade em seu emprego por tempo igual ao do corte.

As empresas em dificuldades financeiras podem recorrer ao retorno do BEm para dar um respiro a folha de pagamentos enquanto as restrições impostas pela pandemia perdurarem. 

O programa também é um jeito de adiar as despesas com o pagamento de verbas de indenização das rescisões contratuais.

Porém, Bruno Imaizumi, o economista responsável pelo estudo da LCA, faz um alerta. Segundo ele, conforme este período de estabilidade for terminando, o número de demissões tende a crescer por conta do novo crescimento no número de casos de coronavírus.

A vacinação lenta e o faturamento em baixa são outros fatores de risco para as empresas que podem até mesmo fecharem as portas.

“A situação está complicadíssima. Algumas empresas estão obrigadas a manter os funcionários com pouco faturamento. A reedição do BEm é fundamental para dar um fôlego financeiro no curto prazo e vai ter uma grande adesão por isso”, diz Bruno.

Pequenos negócios são o alvo principal 

A expectativa é que a retomada do BEm seja aderida especialmente pelos pequenos negócios. 

De acordo com o levantamento da LCA, dos 20,1 milhões de acordos solicitados pelas empresas em 2020, 54% vieram de empresas de pequeno e médio porte. E, do total de solicitações, 10,4 milhões foram oriundas do setor de serviços e 4,9 milhões, do comércio.

Gostou do conteúdo? Siga @fdrnoticias no Instagram e FDR.com.br no Facebook para ver as últimas notícias que impactam diretamente no seu bolso e nos seus direitos.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira é formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo. Atua como redator do portal FDR, onde já cumula vasta experiência e pesquisas, produzindo matérias sobre economia, finanças e investimentos.