Saque emergencial do FGTS vai ser liberado em 2021? Descubra aqui!

Governo federal avalia a possibilidade de uma nova rodada de pagamentos pelo fundo de garantia. Diante da permanência da covid-19 e do atual clima de instabilidade financeira, o Ministério da Economia discute uma nova concessão do saque emergencial FGTS em 2021. A proposta já foi mencionada pelo chefe da equipe, Paulo Guedes, e pode ser aprovada a partir de junho.

Saque emergencial do FGTS vai ser liberado em 2021? Descubra aqui! (Imagem: Marcelo Camargo/Agência Brasil)
Saque emergencial do FGTS vai ser liberado em 2021? Descubra aqui! (Imagem: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Objetivando garantir uma maior rotatividade financeira e assim garantir a evolução do PIB nacional, o governo federal estuda a liberação de novos recursos pelo FGTS.

A ideia é que cada cidadão passe a ter o direito de retirar até R$ 1.100 de suas contas, desde que apresentem saldo ativo ou inativo nas mesmas.

Entenda mais sobre o saque emergencial pelo FGTS

Trata-se de um modelo de pagamento criado pelo governo Bolsonaro em 2020. Ele teve como finalidade auxiliar a população no período de crise econômica motivado pelo novo coronavírus. Cada cidadão teve acesso a um saque de R$ 1.045, valor do salário mínimo na época.

Ao todo, o governo injetou cerca de R$ 37,8 bilhões ao longo da primeira rodada. De acordo com os números da própria equipe econômica, cerca de 60 milhões de brasileiros foram contemplados.

Saque emergencial do FGTS em 2021

Até o momento não se tem certeza de o benefício será ou não concedido. De acordo com a equipe econômica, a definição só será efetivada após a concessão final do auxílio emergencial, previsto para julho.

Se aprovado, o projeto deverá se manter com o valor do salário mínimo em vigor de R$ 1.100. Para fazer a retirada, o cidadão terá que ter a mesma quantia em contas ativas ou inativas. É importante ressaltar que cada histórico de trabalho pode ter um número x, desde que somados totalizem a média do piso nacional.

Consultas

Para saber se tem direito ou não ao benefício, o cidadão deve acessar o aplicativo do FGTS para consulta. Basta informar o número do seu CPF e se conectar na conta pessoal do fundo de garantia.

Uma vez dentro da plataforma, é só analisar o histórico das contas ativas e inativas e somar o valor total. Quem estiver dentro da faixa de renda terá direito automático ao saque no período estipulado pela Caixa.

Eduarda AndradeEduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.