Interesse no salário do Bolsa Família cria filas e aglomerações no CRAS

Em Recife, a Central do Cadastro Único amanheceu, na última segunda-feira (5), com uma fila gigante em sua frente. Diante disso, muitos beneficiários do Bolsa Família têm se queixado de dificuldade para resolver problemas no cadastro que impedem o recebimento do programa.

Interesse no salário do Bolsa Família cria filas e aglomerações no CRAS
Interesse no salário do Bolsa Família cria filas e aglomerações no CRAS (Imagem: Reprodução/Google)

Na última segunda-feira (5), a Central do Cadastro Único de Recife, localizado na Rua do Imperador, estava repleto de beneficiados do Bolsa Família aguardando por atendimento. Esses estavam no local com o intuito de resolver problemas referentes ao pagamento do programa.

A fila de espera é devida á redução no acesso ao prédio da Central do Cadastro Único (CadÚnico) por causa da pandemia e o distanciamento social. Sendo assim, só é permitida a entrada de duas em duas pessoas para o atendimento.

A atualização dos dados no CadÚnico é muito importante para ter acesso aos programas sociais do Governo Federal. Além disso, os dados permite a continuidade dos programas já concedidos, como o Bolsa Família.

A fila de espera na Central só fez aumentar, após o anúncio do pagamento de novas parcelas do auxílio emergencial. Isso porque, os beneficiados que estão com pagamentos suspensos podem não receber as parcelas deste ano.

O CadÚnico é usado para coletar os dados das famílias em situação de vulnerabilidade social. Sendo assim, devem ser cadastradas as famílias com renda mensal per capita de até meio salário mínimo (R$ 550) ou renda familiar mensal total de até três salários mínimos (R$ 3.300).

Para fazer o cadastro é necessário que o representante familiar, maior de 16 anos, compareça a Central do Cadastro Único ou em uma das unidades do Centro de Referência de Assistência Social, com os seguintes documentos de todos os membros familiares:

  • RG;
  • CPF;
  • Título de Eleitor;
  • Carteira de Trabalho;
  • Comprovante de residência;
  • Certidão de nascimento (para os menores de 18 anos);
  • Declaração escolar (para os menores de 18 anos);
  • Cartão de vacinação (para crianças de 0 a 6 anos de idade).

A atualização dos dados, assim como a resolução de problemas vinculados ao bloqueio ou suspensão do pagamento dos benefícios pode ser resolvida na Central do Cadastro Único, ou em uma das unidades do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS).

Glaucia AlvesGlaucia Alves
Gláucia Alves, formada em Letras-Inglês pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). Foi professora por 7 anos. Esse ano começou a trabalhar como redatora e como corretora de redação. Atualmente, trabalha na equipe do portal FDR e realiza consultoria de redação on-line.