Dataprev negou meu auxílio emergencial mesmo estando desempregado; e agora?

Na última sexta-feira (2), a Dataprev divulgou a lista dos aprovados para o novo auxílio emergencial. Na plataforma é possível consultar e saber se teve o benefício aprovado. Quem teve a ajuda financeira negada e acredita ter direito pode contestar a decisão.

Dataprev negou meu auxílio emergencial mesmo estando desempregado; e agora?
Dataprev negou meu auxílio emergencial mesmo estando desempregado; e agora? (Imagem: reprodução/Google)

A lista dos aprovados do auxílio emergencial foi divulgada na semana passada. Sendo assim, os candidatos puderam consultar o resultado no site da Dataprev, Ministério da Cidadania ou da Caixa Econômica Federal.

Para ter acesso as informações é necessário informar o número do CPF, nome completo, nome da mãe (caso não tenha registro de mãe, basta selecionar a opção “Mãe desconhecida”) e a data de nascimento.

No ano passado, o auxílio emergencial contemplou 68,2 milhões de pessoas. Porém, para este ano, devido à delimitação de gastos em R$ 44 bilhões, foi necessário reduzir o número de beneficiados.

Dessa maneira, o Ministério da Cidadania criou novos critérios de seleção e não abriu inscrição para novos candidatos. Sendo assim, apenas quem foi contemplado no ano passado pode participar da nova seleção.

Diante disso, para o novo auxílio emergencial foram escolhidos trabalhadores informais ou beneficiários do Bolsa Família. Em ambos os casos, a família deveria ter uma renda mensal per capita de até meio salário mínimo (R$ 550) ou total de até três salários mínimos (R$ 3.300).

Auxílio emergencial negado

Diante dos novos critérios de seleção, o programa só contemplou 45,6 milhões de famílias. Sendo assim, mais de 20 milhões de pessoas ficaram fora da nova rodada de pagamentos. Muitos cidadãos têm se queixado de erro nas informações da Dataprev.

Isso porque, mesmo estando desempregados, muitos antigos beneficiados não foram contemplados para o novo auxílio. De acordo com o Ministério da Cidadania, se o auxílio foi negado por apresentar a existência de um trabalho formal, o cidadão pode fazer a contestação.

Mas antes de fazer esse processo, é importante conferir no site ou app Meu INSS ou Carteira de Trabalho Digital o “Extrato de Contribuição (CNIS)”. O antigo contrato deve constar como encerrado.

Caso não esteja encerrado é necessário entrar em contato com o empregador e solicitar a atualização dos dados. A contestação pode ser enviada até o dia 12 de abril por meio da plataforma da Dataprev.

Glaucia AlvesGlaucia Alves
Gláucia Alves, formada em Letras-Inglês pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). Foi professora por 7 anos. Esse ano começou a trabalhar como redatora e como corretora de redação. Atualmente, trabalha na equipe do portal FDR e realiza consultoria de redação on-line.