Cidade do interior de SP cria auxílio de R$ 3 mil para micro empresas

A Prefeitura de Louveira, na região de Campinas, pagará um auxílio de R$ 3 mil em benefícios aos comerciantes que tiveram que fechar as portas por conta das medidas mais restritivas do Plano São Paulo. O benefício para os comerciantes desta cidade do interior de SP será dividido em três parcelas de R$ 1 mil.

Cidade do interior de SP cria auxílio de R$ 3 mil para micro empresas
Cidade do interior de SP cria auxílio de R$ 3 mil para micro empresas (Imagem: reprodução/Prefeitura de Louveira)

A medida da Prefeitura de Louveira faz parte de um pacote de ações para diminuir o impacto da pandemia de covid-19. Este projeto foi aprovado pelos vereadores da Câmara Municipal de Louveira nesta terça-feira (30). A ação terá um investimento de aproximadamente R$ 1,6 milhão.

A medida tem como objetivo de suprir a carência financeira dos estabelecimentos comerciais de Louveira que tiveram as atividades impedidas durante as fases Vermelha e Emergencial do Plano SP.

Estabelecimentos beneficiados em Louveira

De acordo com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, serão beneficiados cerca de 500 estabelecimentos que se enquadram nas seguintes atividades:

  • Restaurantes e lanchonetes
  • Academias de esportes e centros de ginástica
  • Bares sem entretenimento e bares com entretenimento que realizam shows e afins
  • Lojas de roupas e lojas de calçados
  • Lojas de variedades e quinquilharias
  • Cabeleireiros, barbeiros, manicures e pedicures

Requisitos para o benefício nesta cidade do interior de SP

Além de se enquadrarem em uma das atividades indicadas, os comerciais devem atender aos seguintes requisitos:

  • Demonstrar que exerce uma das atividades econômicas listadas no Município de Louveira, há pelo menos um ano, e que esteja regularmente cadastrado na Secretaria Municipal de Finanças e Economia.
  • Demonstrar que possui contrato de locação do estabelecimento empresarial ou equipamentos utilizados em sua atividade econômica.
  • Declarar que possui carência financeira para manutenção do estabelecimento.

A Secretaria de Desenvolvimento Econômico ressalta que, caso um dos estabelecimentos beneficiados descumpra as normas sanitárias estabelecidas pelo Plano São Paulo e demais determinações da vigilância Sanitária de Louveira, os valores recebidos terão que ser devolvidos de forma integral.

Prazo e cadastro

Para receber o benefício, os comerciantes precisarão realizar um cadastro e enviar as documentações necessárias para comprovar que se enquadram nos requisitos impostos pela Prefeitura.

A inscrição será realizada por um link eletrônico que será disponibilizado pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico assim que a lei for sancionada e regulamentada — o que deve acontecer nos próximos dias. A prefeitura espera que os comerciantes comecem a receber o benefício em abril.

AvatarSilvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Possui experiência em produção textual e, atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.