Empréstimo para MEI: Veja qual melhor forma de usar dinheiro para manter sua empresa

Diante da pandemia de Covid-19, toda a economia brasileira está enfrentando uma crise. Porém, as pequenas empresas são as que mais sofrem com os impactos e tendem a falir. Diante desse contexto, usar o empréstimo para MEI pode ser uma alternativa para salvar a sua empresa.

Empréstimo para MEI: Veja qual melhor forma de usar dinheiro para manter sua empresa
Empréstimo para MEI: Veja qual melhor forma de usar dinheiro para manter sua empresa (Imagem: Reprodução/Google)

O Microempreendedor Individual é uma forma de formalizar o seu negócio e garantir o direito a diversos benefícios. Isso porque, ao fazer a contribuição mensal ao INSS, o MEI tem direito as várias vantagens da Previdência.

Porém, durante a pandemia muitos MEIs precisaram recorrer ao empréstimo. Com esse valor, puderam pagar as dívidas existentes. Uma dica é usar parte do valor para criar uma reserva de emergência capaz de enfrentar crises como essa.

Empréstimo para MEI da Caixa

Ao se tornar Microempreendedor é possível ter acesso, por meio do CNPJ, a empréstimo para MEI. O governo está oferecendo para a categoria uma linha de microcrédito para que as principais contas consigam ser mantidas durante a pandemia.

O valor do Microcrédito Crescer Caixa é de R$ 1.000. Porém, é possível aumentar esse valor para até R$ 4 mil. Porém, o limite é de acordo com a capacidade de pagamento. Dessa maneira, o solicitante não pode estar com o seu nome no SPC ou Serasa.

A taxa de juros do microcrédito oferecido pela Caixa Econômica Federal é entre 1,5% a 2,5% ao mês, com prazos de 3 a 5 anos para pagamento. Quem possui dívidas com o banco poderá usar o Caixa Azul para negociar a inadimplência, podendo conseguir até 90% de desconto.

Empréstimo para MEI do Itaú

A instituição financeira está oferecendo uma linha de microcrédito para MEIs que estão localizados nas regiões da Grande São Paulo. Para conseguir o empréstimo não é necessário ter conta no banco e o valor varia entre R$ 400 e R$ 14.500.

Porém, a Microempresas precisa estar em funcionamento há, pelo menos, 6 meses. O Itaú Microcrédito cobra uma taxa de juros de 3,99% ao mês. Além disso, é necessário pagar a Tarifa de Abertura Crédito equivalente a 3% do valor contratado.

Empréstimo para MEI do Santander

Para ter direito ao Prospera Microcrédito é necessário ser correntista do Santander. As taxas de juros para o microcrédito vão de 2,4% a 4%. O serviço está disponível em São Paulo, Rio de Janeiro em alguns estados do Nordeste.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Glaucia Alves
Gláucia Alves, formada em Letras-Inglês pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). Foi professora por 8 anos. Em 2020 começou a trabalhar como corretora de redação. Atualmente, trabalha na equipe do portal FDR, produzindo conteúdo sobre economia e direitos da população brasileira, além de realizar consultoria de redação on-line.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA