Atenção! Veja onde consultar calendário do novo auxílio emergencial 2021

O Governo Federal, por meio do Ministério da Cidadania, deve divulgar hoje o calendário do novo auxílio emergencial 2021. Esse cronograma serve para definir os pagamentos dos beneficiados que não fazem parte do Bolsa Família.

Atenção! Veja onde consultar calendário do novo auxílio emergencial 2021
Atenção! Veja onde consultar calendário do novo auxílio emergencial 2021 (Imagem: montagem/FDR)

O pagamento do auxílio emergencial deve iniciar na próxima segunda-feira (05). O primeiro grupo a receber são os que não fazem parte do Bolsa Família. Dessa maneira, as parcelas devem ser repassadas, conforme o mês de nascimento do cidadão.

O calendário do novo auxílio emergencial 2021 deve ser publicado hoje. Isso porque amanhã, quinta-feira (1º de abril), a Dataprev irá divulgar a lista de aprovados. Para consultar se foi contemplado basta acessar o site e informar o CPF, nome completo, nome da mãe e data de nascimento.

O que se sabe até o momento sobre o calendário do novo auxílio emergencial 2021 é que os beneficiados do Bolsa Família começarão a receber o valor a partir do dia 16. Isso porque, assim como no ano passado, os mesmos irão continuar recebendo as parcelas, conforme o calendário do programa.

Calendário do novo auxílio emergencial 2021 para beneficiados do Bolsa Família

O Bolsa Família realiza o pagamento, conforme o final do Número de Identificação Social (NIS) do beneficiado. Dessa maneira, aqueles que irão receber a nova rodada de pagamentos do auxílio emergencial seguirão o calendário abaixo:

1ª parcela 2ª parcela 3ª parcela 4ª parcela
NIS ABR MAI JUNHO JUL
1 16 18 17 19
2 19 19 18 20
3 20 20 21 21
4 22 21 22 22
5 23 24 23 23
6 26 25 24 26
7 27 26 25 27
8 28 29 28 28
9 29 30 29 29
0 30 31 30 30

Valor do auxílio emergencial 2021

Em 2020, o programa pagou nove parcelas, sendo cinco de R$ 600 e quatro de R$ 300. Essa última, chamada de parcelas extensão, só forma pagas até dezembro. Dessa maneira, apenas quem começou a receber o auxílio nos meses de abril e julho tiveram acesso.

Para este ano, devido a redução de recursos, o programa fará, a princípio, o pagamento de quatro parcelas. Outra mudança é que o valor será variável e não cumulativo. Dessa maneira, apenas um membro da família poderá receber o auxílio.

O Ministério da Economia e o Presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), informou que as parcelas irão variar entre R$ 150, R$ 250 e R$ 375. O menor valor será pago para quem mora sozinho.

As parcelas de R$ 250 serão para famílias compostas por mais de uma pessoa. O valor mais alto a ser recebido será de R$ 375. Porém, essa parcela só será repassada para um pequeno grupo formado por mulheres chefes de famílias monoparentais.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Glaucia Alves
Gláucia Alves é formada em Letras-Inglês pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). Atuou na área acadêmica durante 8 anos. Em 2020 começou a trabalhar como corretora de redação. Atualmente, trabalha na equipe do portal FDR, produzindo conteúdo sobre economia e direitos da população brasileira, onde já acumula anos de pesquisa e experiência. Além de realizar consultoria de redação on-line.