Cancelamento do Bolsa Família e BPC por falta de atualização no CadÚnico está suspenso

Inscrições no Bolsa Família e no BPC não deverão ser canceladas por falta de atualização. Nessa quinta-feira (4), o Ministério da Cidadania informou que irá adiar o cronograma de bloqueio de pagamentos para a população que não tiver revisado seus informes no Cadastro Único. A decisão foi tomada diante do atual cenário de pandemia. Acompanhe as novas datas.

Cancelamento do Bolsa Família e BPC por falta de atualização no CadÚnico está suspenso (Imagem: Google)
Cancelamento do Bolsa Família e BPC por falta de atualização no CadÚnico está suspenso (Imagem: Google)

No início do ano o presidente Jair Bolsonaro e a equipe do Ministério da Cidadania informaram que estariam realizando um pente fino na folha de pagamento do Bolsa Família e do BPC.

O objetivo da ação era cancelar os benefícios daqueles que estivessem com os dados desatualizados no Cadastro Único, mas a iniciativa foi adiada.

Novo coronavírus impede atualizações

Diante da permanência da covid-19 o Ministério da Cidadania informou, por meio de uma portaria publicada nessa quinta-feira (04), que estaria suspendendo o cancelamento dos benefícios. O texto ressaltou que há:

“uma necessidade de evitar aglomerações e exposição à infecção pelo novo Coronavírus de integrantes de famílias beneficiárias do Programa Bolsa Família, de famílias do Cadastro Único ou de pessoas em busca de atendimento para cadastramento, e, ainda, de cidadãos que trabalham em unidades de cadastro”.

Desse modo, até 31 de março a população não poderá ter os benefícios cancelados, mesmo sem que consigam efetivar a correção de seus cadastros.

Atualização pelo CadÚnico

Para poder fazer a correção os segurados precisam agora utilizar uma plataforma digital. Recentemente o governo informou que estaria fechando as unidades de atendimento presenciais dos municípios, tornando o procedimento inteiramente online.

Até o momento não foi feita a definição exata de como será o processo de auto cadastramento, mas a ideia é que os segurados anexem suas documentações pelo app e repasses todos os informes referentes a renda, endereço, situação familiar, entre outros.

É importante ressaltar que, além do Bolsa Família e do BPC, o Cadastro Único serve como porta de entrada em outros programas destinados a população de baixa renda. Como o Tarifa Social de Energia Elétrica e Programa e o Casa Verde e Amarela.

Além disso, nas gestões municipais e estaduais há ainda ações sociais, como doação de cestas básicas, que utilizam o Cadastro Único no processo de triagem e distribuição. O que significa que a atualização é indispensável.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestra em ciências da linguagem pela Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo na mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR, onde já acumula anos de experiência e pesquisas sobre economia popular e direitos sociais.