Governos estaduais criam consórcio para adquirir vacina da Sputnik V

Governos estaduais atuarão em consórcio para comprar a vacina da Sputnik V. Nesta quarta-feira (3), o governador de São Paulo, João Doria (PSDB) anunciou que o consórcio de governador apresentou formalmente o interesse em comprar 20 milhões de doses desse imunizante russo.

Governos estaduais criam consórcio para adquirir vacina da Sputnik V

Na terça-feira (2), os governadores haviam se reunido com o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), para dialogar sobre a gestão da pandemia.

Nesta data, os representantes estaduais visitaram as instalações da farmacêutica União Química. Ela estará responsável pela fabricação da Sputnik no Brasil. A produção do ingrediente farmacêutico ativo deste imunizante está em fase de teste.

A fabricação para fim comercial ainda depende da aprovação da vacina pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Os governos estaduais buscam a pronta liberação deste imunizante, para que aconteça a produção em maior escala.

Apesar de ainda não ter a autorização para o uso emergencial e registro no Brasil, a Sputnik V já está sendo utilizada em outros países, como a Rússia e Argentina.

Governos estaduais possuem opção de compra da vacina Sputnik V

Segundo o governador do Piauí, Wellington Dias (PT), os estados já possuem a opção de compra com a Sputnik V. Dessa forma, tornaria mais fácil a aquisição desse imunizante. Ele fez parte da reunião para a discussão sobre a vacina.

O governador revelou que a farmacêutica União Química entregou os documentos para conseguir a aprovação para uso emergencial junto à Anvisa.

Dias indicou que houve um acerto para ter um empenho de todas as partes, de forma com que haja condições de existir um posicionamento de aprovação por parte da Anvisa até a próxima semana.

Caso a autorização ocorra, 10 milhões de vacinas Sputnik serão inclusas para o atendimento do Programa Nacional de Imunização.

Ele afirmou que o governador de São Paulo, João Doria, se disponibilizou a auxiliar na compra das doses, pois há diversos estados que possuem mais dificuldades de custear em escala maior.

Segundo Dias, qualquer vacina em contrato é para todo o Brasil dentro da regra do PNI. Ele destaca que não haverá um com mais vacina do que outro fora do plano.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Silvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Desde 2019 dedica-se à redação do portal FDR, onde tem acumulado experiência e vasto conhecimento na área ligada a economia, finanças e investimentos. Além disso, Silvio produz análises sobre produtos e serviços financeiros, sempre prezando pela imparcialidade e informações confiáveis.