Aulas presenciais estão mantidas em São Paulo e motivo não tem haver só com educação

Há um ano enfrentando o novo coronavírus, o estado de São Paulo adota novas medidas restritivas. Devido ao crescimento considerável da contaminação pela covid-19, o governador João Doria informou que as escolas públicas funcionarão presencialmente apenas para os alunos vulneráveis que necessitam de maior atenção. Os demais seguirão online.

Aulas presenciais estão mantidas em São Paulo e motivo não tem haver só com educação (Imagem: Google)
Aulas presenciais estão mantidas em São Paulo e motivo não tem haver só com educação (Imagem: Google)

Retomadas as aulas presenciais há apenas um mês, o governo do estado de São Paulo informou que deverá, novamente, fechar as portas dos centros de ensino.

A iniciativa faz parte do atual plano de contenção do novo coronavírus. Ao longo dos próximos dias, apenas alguns estudantes terão acesso ao ensino na modalidade física.

Novo regimento nas escolas

Até o próximo dia 19, as escolas da rede estadual funcionarão em esquema de rodízio específico. Isso implica dizer que apenas os estudantes em necessidades especiais deverão ser recebidos, eles são:

  • crianças que se alimentam na escola;
  • os que possuem dificuldades de acesso à tecnologia ou não têm os equipamentos necessários para estudar remotamente;
  • estudantes que os pais trabalhem em atividades consideradas essenciais, como médicos, enfermeiros, e funcionários de supermercados, farmácias, postos de gasolina e pet-shops.

“Educação é essencial, sempre com cuidado extremo nos protocolos, atendendo aos que mais precisam. Temos pessoas que precisam muito da escola aberta”, afirmou o secretário estadual da Educação, Rossieli Soares.

Demais medidas

Além das restrições nos centros de ensino, Doria determinou também o fechamento das atividades não consideradas essenciais.

Bares, restaurantes e demais estabelecimentos devem funcionar apenas em sistema de delivery. Parques e outros espaços públicos só poderão ser usados para atividades esportivas.

Nesse momento, o estado se encontra na bandeira vermelha, o que significa que os leitos de UTI estão super lotados. Após o dia 19 de março novos regimentos deverão ser liberados.

Capital do estado não seguirá as normas

Na cidade de São Paulo, o prefeito Bruno Covas informou que deve manter as aulas presenciais com 35% da capacidade total de alunos. Para quem estuda na rede privada, o (Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino do Estado de São Paulo) passou a recomendar o ensino à distância.

Para mais informações sobre a covid-19 em São Paulo, fique de olho em nosso portal.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestra em ciências da linguagem pela Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo na mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR, onde já acumula anos de experiência e pesquisas sobre economia popular e direitos sociais.