Guedes entra na mira! Bolsonaro se irrita com economia e ameaça demissões

Os auxiliares do presidente Jair Bolsonaro relataram que ele estaria irritado com a demora da equipe econômica em oferecer soluções para as promessas feitas. Segundo informações da colunista Carla Araújo, do Uol, o presidente espera mais agilidade da equipe de Paulo Guedes.

Guedes entra na mira! Bolsonaro se irrita com economia e promete demissões
Guedes entra na mira! Bolsonaro se irrita com economia e promete demissões (Imagem: Dida Sampaio/Estadão Conteúdo)

De acordo com as informações levantadas, há rumores nos Palácio do Planalto sobre uma baixa na equipe econômica e o secretário especial da Fazenda, Waldery Rodrigues, pode deixar o cargo.

Em setembro do ano passado já havia rumores da saída do aliado de Paulo Guedes. Na ocasião, o secretário anunciou propostas que resultariam em restrições em benefícios sociais. Por isso, Bolsonaro apresentou descontentamento, segundo informado pela colunista.

O motivo atual para a possível baixa de Waldery Rodrigues seria por conta da demora da equipe de Guedes em oferecer propostas para as promessas realizadas por Bolsonaro. Entre os problemas, está a intenção de zerar o imposto federal sobre o diesel e a conta sobre o valor do auxílio emergencial.

Além do Waldery, o secretário de Orçamento Federal, George Soares, estaria cotado para deixar o cargo, segundo informações de Carla Araújo. O secretário tem demonstrado resistência em possíveis mudanças que possam causar manobras fiscais.

Por fim, o nome de André Brandão, presidente do Banco do Brasil, também pode estar na lista. O presidente teria mostrado desconforto por conta do anúncio feito de reformulação no banco.

Na última sexta-feira (19), Bolsonaro anunciou a indicação de um novo presidente para a Petrobras. O general Joaquim Silva e Luna substituiria Roberto Castello Branco. Tanto Brandão quanto Castello Branco foram escolhidos por Guedes para auxiliar no governo.

Bolsonaro elogia publicamente Guedes

Apesar do clima tenso, nesta terça-feira (23), Bolsonaro realizou elogios ao Ministro da Economia, Paulo Guedes. Em uma solenidade no Palácio do Planalto, o presidente afirmou que o ministro foi um dos nomes mais importantes nas lutas do governo, em meio às dificuldades enfrentadas pela pandemia de covid-19.

Além disso, o presidente alegou que não quer conflitos com a Petrobras, apesar a indicação de mudança na presidência. No entanto, ele ressalta que a estatal tenha transparência e previsibilidade.

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

Guedes entra na mira! Bolsonaro se irrita com economia e ameaça demissões

Silvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Possui experiência em produção textual e, atualmente, dedica-se à redação do FDR produzindo conteúdo sobre economia.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA