Novo auxílio emergencial 2021: Quanto o governo Bolsonaro pretende pagar?

Governo federal vem trabalhando para definir parcelas de um novo auxílio emergencial. Na última semana, o presidente Jair Bolsonaro confirmou que irá conceder mais uma rodada do coronavoucher. De acordo com ele, a proposta vem sendo debatida em Brasília e deverá passar a vigorar a partir do mês de março. Abaixo, saiba quem recebe e os valores.

Novo auxílio emergencial 2021: Quanto o governo Bolsonaro pretende pagar? (Imagem: Reprodução/Google)
Novo auxílio emergencial 2021: Quanto o governo Bolsonaro pretende pagar? (Imagem: Reprodução/Google)

A renovação do auxílio emergencial vem sendo um assunto em foco na agenda federal. Após semanas de pressão popular, política e midiática, Bolsonaro confirmou que irá prolongar a permanência do projeto.

Em entrevista, o chefe de estado afirmou que se trata de uma última ação de gerenciamento de crise, não sendo prolongada até o fim do ano.

Quais os valores do novo auxílio emergencial 2021?

Para poder garantir o andamento dos cofres da União, Bolsonaro conta com o suporte do ministro da economia, Paulo Guedes, que tem sido responsável por encontrar formas de custear a nova folha do programa. A previsão é de que as mensalidades sejam reduzidas entre R$ 100 e R$ 50.

Ou seja, isso significa dizer que cada segurado pode receber o valor de R$ 200 mensais ou de R$ 250, a depender do que for definido pelo governo.

Outra observação importante diz respeito a duplicação da quantia no caso das mães e pais de família solteiros. Para esse grupo ainda não foi definido se vai haverá tal gratificação.

Até o momento, as informações já repassadas para a imprensa garantem que o projeto deverá ser mantido por mais três meses, ou seja, funcionará até meados de maio. Guedes, no entanto, ressaltou que nenhum informe é definitivo é que se encontrada a possibilidade o benefício pode retomar as parcelas de R$ 600, por exemplo.

De modo geral, ele espera que o programa não ultrapasse um custo de R$ 50 bilhões, montante previamente já destinado para sua manutenção.

Quem será contemplado?

No que diz respeito as regras de concessão, ainda não foram determinadas as categorias mínimas de renda em detalhes. Sabe-se que o programa deverá reduzir o número de total de segurados em comparação com 2020.

A Caixa deverá pagar cerca de 40 milhões de pessoas mensalmente ao invés dos 67 milhões da última rodada. Guedes destacou que de fato apenas os mais pobres devem ser beneficiados, o que significa dizer que haverá um novo pente fino excluindo demais cadastrados.

Para mais informações sobre o auxílio emergencial, acompanhe nossa página exclusiva do projeto.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA