Inscrição no Cadastro Único entra em pauta para conversa secreta do governo

Nova sistemática de registro no Cadastro Único é definida em reuniões de portas fechadas. Nessa semana, o Ministério da Cidadania se reuniu para determinar como será a entrada da população nos projetos sociais brasileiros. A partir deste ano, será feita uma auto inscrição através do CadÚnico digital.

Inscrição no Cadastro Único entra em pauta para conversa secreta do governo (Imagem: Google)
Inscrição no Cadastro Único entra em pauta para conversa secreta do governo (Imagem: Google)

A atualização do cadastro único tem sido um assunto delicado no governo federal. Após anunciar que irá criar um sistema de auto inscrição, o Ministério da Cidadania passou a receber uma série de críticas alegando que tal decisão deverá resultar na exclusão de parte significativa da população.

Diante de tais embates, o ministro Onyx Lorenzetti resolveu se reunir com sua equipe de forma restrita, sem contar com a participação de demais representantes políticos ou conceder informações para a imprensa.

Novo Cadastro Único

Até o momento, o que se sabe é que o processo de cadastramento na plataforma social do governo deverá ser inteiramente digital. Isso implica dizer que a população deixará de ir até os centros de atendimento sociais de seus municípios, fazendo a própria inserção na plataforma.

Para isso, o governo deverá reformular o aplicativo do CadÚnico, já em funcionamento atualmente. A ideia é que o cidadão preencha um formulário concedendo seus dados de identificação pessoal, comprovantes de renda, endereço e mais.

Ação resultará em redução nos projetos

De acordo com especialistas e pesquisadores sociais, a ação de digitalização do Cadastro Único terá um grande efeito para o país. O esperado é que parte significativa de segurados de programas como o Bolsa Família, por exemplo, passem a ficar de fora de sua folha de pagamento por não ter acesso e informações sobre tais plataformas digitais.

Brasileiros que residem em zonas rurais, por exemplo, tendem a não ter acesso a internet o que inviabiliza a manutenção e acompanhamento do cadastro. Até mesmo quem mora nas periferias das grandes capitais deverá ser afetado pela proposta.

É importante ressaltar que o Brasil está entre os países com a maior desigualdade social do mundo, o que implica dizer diretamente que também não há processos de inclusão digital para que tais serviços como o Cadastro Único passem a funcionar online.

Saiba como se inscrever no Cadúnico em 2021 através de nosso portal.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestra em ciências da linguagem pela Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo na mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR, onde já acumula anos de experiência e pesquisas sobre economia popular e direitos sociais.