Perícia médica do INSS está paralisada em Palmas; veja condições da crise

Desde a suspensão temporária dos atendimentos nas agências do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) em todo o Brasil, os atendimentos relacionados a perícia médica nunca foram os mesmos. Até hoje, a população de Palmas, no Tocantins, enfrenta problemas com esse tipo de serviço.

Perícia médica do INSS está paralisada em Palmas; veja condições da crise
Perícia médica do INSS está paralisada em Palmas; veja condições da crise (Imagem: Reprodução / Google)

De acordo com o órgão, durante o período de crise provocado pela pandemia, o INSS exige que as perícias médicas sejam previamente agendadas através da central 135 ou do aplicativo Meu INSS, disponível gratuitamente para aparelhos eletrônicos com sistema operacional Android e iOs.

Ainda de acordo com o INSS, há 3.458 perícias agendadas para os próximos dias somente em Palmas, no Tocantins. Dessa forma, o tempo médio entre o agendamento e a realização da perícia médica é de 38 dias.

O que está acontecendo em Palmas?

Alguns casos, porém, não podem esperar. É o que relatou a dona de casa Elma Gonçalves, ao G1 Tocantins. Em entrevista, ela explica que teve a visão comprometida pela diabetes avançada.

Enxergando apenas com um dos olhos, tenta a aprovação de um benefício para sustentar os filhos. “O meu problema é retroativo, não tem cura. Só agrava”, conta.

O marido de Elda, atualmente, está desempregado, o que dificulta. “Às vezes a gente consegue sobreviver através de doações, cestas básicas. A minha família me ajuda bastante com conta de água, conta de energia”, explica.

Creusa Barros é mais uma dependente do INSS. No órgão, ela tenta realizar a perícia do filho Davi, que, segundo o G1, possui uma válvula no coração por causa de um problema cardíaco.

A tentativa por atendimento se repete dia após dia. “Já tem um ano que está com os papéis aqui. Eu não sei como que vai fazer porque ontem eu estava com tanta esperança de vir hoje para fazer. Cheguei aqui e não fez”, contou.

Antônio Pereira, operador de máquinas, seguiu o passo a passo recomendado pelo INSS: realizou agendamento até conseguir atendimento. “Dependo da perícia para saber se vou conseguir encostar. Vamos ver se eles ajeitam alguma coisa”, disse.

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

Perícia médica do INSS está paralisada em Palmas; veja condições da crise

Isabela Veríssimo
Isabela Veríssimo é jornalista formada pela Universidade Católica de Pernambuco (UNICAP) com passagens por redações, desde 2016, como o Diario de Pernambuco, Jornal do Commercio e Rede Globo. Atualmente dedica-se à redação de economia do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA