Concurso do TJ 2021 vai abrir 218 vagas de emprego em Rondônia

O Tribunal de Justiça de Rondônia (TJ-RO) autorizou a realização de concurso público com 43 novas vagas de emprego. Além disso, confirmou um processo seletivo simplificado para contratar mais 175 profissionais de forma temporária. As oportunidades são para candidatos de nível superior.

publicidade
Concurso do TJ 2021 vai abrir 218 vagas de emprego em Rondônia
Concurso do TJ 2021 vai abrir 218 vagas de emprego em Rondônia. (Imagem: Reprodução Google)

A resolução que autoriza as contratações foi publicada nesta terça-feira (9). O próximo passo do Tribunal será contratar a banca que vai organizar e aplicar as provas do concurso.

O certame também prevê a abertura de 30 vagas para Técnico Judiciário, com requisito de ensino médio completo.

publicidade

Confira vagas de emprego no concurso

As vagas de nível superior que serão ofertadas no próximo concurso são para as seguintes funções: Administração, Analista de sistema, Assistência social, Biblioteconomia, Economista, Enfermeiro, Engenheiro eletricista, Estatístico, Médico do trabalho e psiquiatra, Oficial de justiça, Pedagogo e Psicólogo.

Ainda não há previsão para publicação do edital e aplicação das provas. As de nível médio e de nível superior serão em horários distintos, divididas entre provas objetivas e discursivas, que devem ser realizadas em Porto Velho e outras 16 cidades:

Ariquemes, Buritis, Cacoal, Costa Marques, Guajará-Mirim, Jaru, Ji-Paraná, Machadinho D’Oeste, Rolim de Moura, São Miguel do Guaporé, Vilhena, Buritis, Costa Marques, Guajará-Mirim, Machadinho d’Oeste e São Francisco do Guaporé.

A oferta será para a comarca de Porto Velho, maior do estado e a que mais nomeia candidatos do concurso. Se houver necessidade de prover cargos nas comarcas do interior, será utilizada a listagem de aprovados da classificação geral.

O processo seletivo que vai contratar 175 profissionais temporários contempla 25 da área de tecnologia e 150 para apoio técnico da Central de Processos Eletrônicos, de nível técnico. Segundo o órgão, as vagas são para atividades não ordinárias, ou que sejam afetadas pela mudança de contexto social.

As contratações poderão ser feitas por dois anos, prorrogáveis por igual período e são para rotinas em processo de transformação, que podem ser descontinuadas nos próximos anos e que não justificariam a contratação definitiva de pessoal.

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

publicidade

A seleção será por análise de currículos, com avaliação de competências, habilidades, nível de escolaridade; experiência acumulada; cursos de atualização e conhecimentos específicos para cada função.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Mônica Chagas
Mônica Chagas Ferreira é mestranda em Letras pela Universidade Estadual de Maringá (UEM) e formada em Jornalismo pela Universidade Estadual de Londrina (UEL). Como pesquisadora, estuda Análise do Discurso na perspectiva foucaultiana, contemplando relações de saber, poder e política presentes na mídia. Enquanto jornalista, já atuou em rádios e veículos impressos. Atualmente trabalha como assessora de comunicação e redatora do FDR.