Auxílio emergencial pode ser prorrogado em mais três parcelas NESTE município

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), enviou, na última quinta-feira (04), à Câmara Municipal o projeto de extensão do auxílio emergencial para a capital. A proposta é que o benefício seja prorrogado por mais três parcelas de R$ 100, por pessoa.

Auxílio emergencial pode ser prorrogado em mais três parcelas NESTE município
Auxílio emergencial pode ser prorrogado em mais três parcelas NESTE município (Imagem: Reprodução/Google)

O projeto Renda Básica Emergencial tem como intuito contemplar 1,3 milhão de moradores da capital paulista, que, atualmente, estão cadastrados em programas sociais do município ou do Governo Federal, como o Bolsa Família.

De acordo com a prefeitura de São Paulo, o programa gerará um custo para o município de R$ 420 milhões. O projeto foi elaborado pelo prefeito Covas e sua equipe e entregue à vereadora Rute Costa (PSDB), vice-presidente da Câmara Municipal na manhã de ontem.

O projeto deve ser analisado e votado em dois turnos pela Casa. O prefeito da capital elogiou a parceria da Câmara de Vereados de São Paulo, afirmando que a parceria entre o Executivo e o Legislativo em meio à pandemia fez com que não deixasse ninguém passar fome.

Além disso, esclareceu que a parceria teve um investimento de 946 milhões distribuídos em diferentes programas sociais durante o ano passado, diante do cenário de pandemia e os impactos gerados, principalmente na economia.

A vereadora Rute Costa se pronunciou sobre a entrega do projeto e disse que a proposta de Covas faz parte das medidas de urgência. Já que muitas pessoas, principalmente mães solteiras, ficaram desamparadas após o fim do auxílio emergencial em dezembro de 2020.

Diante disso, é necessário repor essa ajuda financeira, já que a capital está enfrentando uma 2ª onda da doença e tendo que lidar com novas medidas de restrições sociais que impede o trabalho de muitos autônomos e trabalhadores de carteira assinada.

Por esse motivo, é imprescindível a prorrogação do auxílio emergencial ou a criação de outro programa que ajude essas famílias a alimentar seus filhos, durante esse período de quarentena e falta de emprego.

Com isso, fica evidente que o projeto apresentado por Covas tem muita chance de ser aprovado pela Casa. É importante lembrar que o auxílio de R$ 100 foi aprovado em outubro do ano passado, às vésperas das eleições municipais e sancionada em novembro.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Glaucia Alves
Gláucia Alves é formada em Letras-Inglês pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). Atuou na área acadêmica durante 8 anos. Em 2020 começou a trabalhar como corretora de redação. Atualmente, trabalha na equipe do portal FDR, produzindo conteúdo sobre economia e direitos da população brasileira, onde já acumula anos de pesquisa e experiência. Além de realizar consultoria de redação on-line.