Reajuste no salário mínimo será aprovado em fevereiro? Confira o que muda na sua renda

Pontos-chave
  • Governo deve fazer novas correções no salário mínimo;
  • Trabalhadores terão pagamento diferenciado em fevereiro;
  • Benefícios previdenciários e trabalhistas também serão reajustados.

Salário mínimo passará por nova mudança em fevereiro. O governo federal informou que deverá fazer mais um reajuste no piso nacional. A iniciativa foi motivada devido a diferença detectada no Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), utilizado para definir a base salarial dos trabalhadores.

Reajuste no salário mínimo será aprovado em fevereiro? Confira o que muda na sua renda (Foto: Google)
Reajuste no salário mínimo será aprovado em fevereiro? Confira o que muda na sua renda (Foto: Google)

Na primeira semana de janeiro, o presidente Jair Bolsonaro e sua equipe econômica informou que o salário mínimo de 2021 ficaria em R$ 1.100.

A quantia, que deixou para trás o valor de R$ 1.045 em 2020, passou a ser válida imediatamente, mas deverá passar por novas mudanças.

INPC abaixo da média

Para definir o piso nacional, o governo precisa contabilizar todo o INPC do ano anterior. No entanto, tendo em vista que o cálculo foi determinado com base em projeções, já que o mês de dezembro não tinha sido encerrado, será preciso realizar novas mudanças.

A projeção utilizada pelo Ministério da Economia colocou o INPC com uma média de 5,26%. Porém, em janeiro o IBGE apresentou o levantamento real relevando um valor mais alto de 5,45%, fazendo com que precisasse ser feito novos reajustes.

2021 com dois salários mínimos

Diante das modificações, agora no mês de janeiro os pagamentos para trabalhadores e aposentados e pensionistas do INSS ficarão com a base de R$ 1.100. Já a partir de fevereiro o benefício será de R$ 1.102.

A mudança deverá resultar em um acréscimo de mais de R$ 1 milhão no orçamento público. Isso ocorre porque, além de ser usado como base para definir o salário da população, o piso nacional é aplicado ainda nos pagamentos do INSS e benefícios trabalhistas como o PIS/PASEP.

Ministro da Economia se posiciona contra novo reajuste

Uma vez em que irá gerar novas despesas para o governo, o ministro Paulo Guedes e sua equipe já informaram ser contra o reajuste. De acordo com o representante, o novo acréscimo não deverá trazer resultados efetivos para a população, mas significará novos milhões no orçamento público.

Outra justificativa utilizada pelo governo foi que o novo cálculo poderá fomentar o desemprego em nível nacional. O argumento foi de que no atual período de crise do novo coronavírus, gerar novas despesas para as empresas pode significar mais desligamentos.

“Hoje, se você der um aumento de salário mínimo, milhares e talvez milhões de pessoas serão demitidas. Estamos no meio de uma crise terrível de emprego. Dar aumento de salário é condenar as pessoas ao desemprego”, declarou Guedes.

Reajuste no salário mínimo será aprovado em fevereiro? Confira o que muda na sua renda (Foto: Google)
Reajuste no salário mínimo será aprovado em fevereiro? Confira o que muda na sua renda (Foto: Google)

Impactos na economia

No que diz respeito a população, o novo salário, seja no valor de janeiro ou de fevereiro, não apresenta bons resultados. Estudos do Dieese mostraram que o pagamento está 5 vezes menor que a média necessária para manter uma família de até 4 pessoas.

A população precisará reorganizar suas finanças para garantir a manutenção de direitos básicos como saúde, alimentação e moradia. Na contrapartida do novo salário, será preciso ainda lidar com a inflação na hora de fazer feira.

Até o momento o preço da cesta básica vem registrando uma das maiores altas da história. Produtos como carnes estão sendo substituídos por insumos mais baratos, como frango. Já no setor de laticínios os preços também não são positivos.

Além do mercado de alimentos, há novos reajustes aplicados nas contas de água e energia que deverão ficar mais caras. É preciso ainda observar as variações dos impostos, que de modo geral deverão ser quitados ao longo desse primeiro semestre.

Diante da quantidade de despesas, uma das opções frequentemente utilizadas é o empreendedorismo para aqueles que foram demitidos sem justa causa ou a solicitação de empréstimos que estão apresentando uma baixa nas taxas de juros.

Previsão do salário mínimo nos próximos anos

Para os próximos anos, há projeções que já foram disponibilizadas. Até 2023 o governo deverá aplicar reajustes de modo que o pagamento seja de R$ 1.163 aproximadamente, confira:

  • Projeção para o salário mínimo 2022: R$ 1.123 (INPC acumulado de 3,5%)
  • Projeção para o salário mínimo 2023: R$ 1.163 (INPC acumulado de 3,4%)

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR, onde já acumula anos de experiência e pesquisas sobre economia popular e direitos sociais.