Bolsonaro promete reforma tributária para 2021; veja o que mudará

Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou na última semana, que o governo tentará fazer a reforma tributária no decorrer deste ano, e negou que a finalidade é a de elevar os impostos. O presidente afirmou que caso a reforma cause um aumento dos tributos é melhor deixar da forma que está.

Bolsonaro promete reforma tributária para 2021; veja o que mudará
Bolsonaro promete reforma tributária para 2021; veja o que mudará (Imagem: Evaristo Sa/AFP)

A reforma tributária é uma das apostas do atual governo para a recuperação da economia após a pandemia do coronavírus.

O presidente disse que atualmente as empresas “gastam muito tempo e dinheiro” com os cálculos de prestações de contas e, por este motivo, o objetivo do governo é “simplificar” o sistema.

“Vamos, se Deus quiser, fazer a reforma tributária no corrente ano. E o que eu falei com o Paulo Guedes? Eu não sou economista, mas fazer as quatro operações a gente sabe fazer. No final das contas, não podemos ter majoração da carga tributária, senão deixa como está”, explicou.

Na última quinta, 20, o senador Rodrigo Pacheco (DEM-MG), disse reconhecer que existem conversas a respeito da criação de um novo imposto nos moldes da extinta CPMF (Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira).

Porém, que só irá apoiar a iniciativa se houver medidas compensatórias, como a desoneração da folha salarial.

De acordo com fontes ligadas ao governo, Paulo Guedes, ministro da Economia, irá reapresentar a proposta do novo imposto somente se o deputado Arthur Lira (PP-AL), que é candidato à presidência da Câmara, vencer a eleição que será realizada no mês que vem.

O presidente falou também sobre a importância de manter uma boa relação com o Congresso, pois isso é mais uma garantia que os projetos do governo sejam pautados. Bolsonaro se queixou de uma medida provisória de regularização fundiária ter caducado e e garantiu que vai representá-la em 2021.

“Hoje em dia estamos tendo um bom relacionamento com Câmara e com o Senado”, disse o Bolsonaro, sem citar o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), seu desafeto político.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira, formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo, atua como do redator do portal FDR produzindo matérias sobre economia em geral e também como repórter do site Aparato do Entretenimento cobrindo o mundo da TV e das artes.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA