Mercado financeiro reage negativamente a possibilidade de retorno do auxílio emergencial

Logo após as indicações dos candidatos à presidência do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), e da Câmara, Arthur Lira (PP-AL) sobre a possibilidade de retorno do auxílio emergencial, o mercado financeiro reagiu negativamente. Os resultados adversos econômicos ocorreram nesta quinta-feira (21).

Mercado financeiro reage negativamente a possibilidade de retorno do auxílio emergencial
Mercado financeiro reage negativamente a possibilidade de retorno do auxílio emergencial (Imagem: Arquivo/Agência Brasil)

Em uma coletiva de imprensa realizada nesta quinta-feira, o senador Rodrigo Pacheco revelou apoiar a discussão sobre a volta do auxílio emergencial para as pessoas mais impactadas pela pandemia de Covid-19.

Apesar do interesse, ele indicou que será preciso haver um diálogo com o Ministério da Economia para encontrar uma forma de encontrar equilíbrio do teto de gastos públicos com a necessidade das pessoas mais vulneráveis.

Diante do cenário de pandemia, Pacheco ressalta há pessoas que precisam de uma assistência do Estado, seja pelo auxílio emergencial ou algo análogo a isso.

O deputado federal Arthur Lira alegou que o programa precisa acontecer de uma maneira que o mercado tenha como suportar. A declaração aconteceu em um evento realizado pela Associação Comercial de São Paulo (ACSP).

Ele afirmou que será preciso de dois a três meses com o orçamento aprovado para que seja possível discutir um novo programa de auxílio emergencial. Em uma possível aprovação, Lira acredita que haveria um gasto de R$ 20 bilhões a R$ 50 bilhões.

Apesar disso, ele entende que a base de beneficiários do programa social do governo deveria ser reduzida. Lira revelou que não conversou sobre o tema com o presidente Jair Bolsonaro e com o Ministro da Economia, Paulo Guedes.

Resposta do mercado financeiro sobre a possível volta do auxílio emergencial

Com a possível alta de gastos públicos, o mercado financeiro reagiu negativamente. O receio de ultrapassar o teto de gastos segue preocupando os investidores.

A bolsa de valores teve o terceiro dia seguido em queda. O Ibovespa teve o valor máximo diário pela manhã. Apesar disso, o índice fechou o dia em queda.

Já o dólar fechou com um aumento de quase 1% nesta quinta. No início do dia, a moeda americana apresentou queda. No entanto, ao longo do dia, indicou alta no valor.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Silvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Desde 2019 dedica-se à redação do portal FDR, onde tem acumulado experiência e vasto conhecimento na área ligada a economia, finanças e investimentos. Além disso, Silvio produz análises sobre produtos e serviços financeiros, sempre prezando pela imparcialidade e informações confiáveis.