Carnaval 2021: Rio de Janeiro e Maranhão CANCELAM evento neste ano

Em meio a pandemia do coronavírus, o Rio de Janeiro e o Maranhão decidiram cancelar as festividades ligadas ao carnaval 2021. Mesmo com a data adiada para o meio do ano, o tempo foi considerado insuficiente para a preparação dos desfiles no Rio. A falta da vacina também foi determinante nos dois estados.

Carnaval 2021: Rio de Janeiro e Maranhão CANCELAM evento neste ano
Carnaval 2021: Rio de Janeiro e Maranhão CANCELAM evento neste ano (Imagem Google)

Rio de Janeiro

No Rio, o prefeito da capital, Eduardo Paes (DEM), desconsiderou a possibilidade de realizar o carnaval desde ano no mês de julho.

Em suas redes sociais, o prefeito afirmou ser “impossível” preparar toda a cidade para um carnaval fora de época, mesmo que a campanha de vacinação contra a Covid-19 já esteja em andamento.

Segundo o calendário, caso tudo estivesse normal, o carnaval 2021 aconteceria entre 13 e 16 de fevereiro (de sábado a terça). Porém em decorrência da pandemia, os desfiles das escolas na Sapucaí e dos blocos haviam sido adiados pra julho.

“Nunca escondi minha paixão pelo carnaval e a visão clara que tenho da importância econômica dessa manifestação cultural para nossa cidade. No entanto, me parece sem qualquer sentido imaginar a essa altura que teremos condições de realizar o carnaval em julho”, disse Eduardo Paes.

O prefeito porém, disse que irá elaborar algum projeto com a Riotur e a Secretaria municipal de Cultura para auxiliar no sustento das pessoas que atuam diretamente na festa.

Maranhão

Já no Maranhão, o Governo do estado também anunciou o cancelamento das festividades oficiais do Carnaval 2021. A falta de uma vacinação em massa foi determinante para a decisão.

Esta decisão vai ser publicada hoje, 22 no Diário Oficial do Estado. A realização do carnaval já estava sendo discutida desde o dia 18 de dezembro de 2020.

Na ocasião, o governo informou que até o dia 25 de janeiro, juntamente com as prefeituras, estaria analisando e considerando as condições sanitárias relativas à pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

Também ficam proibidas a realização de qualquer evento de grande porte que gere aglomerações no estado.

O governo diz que não existe nenhuma previsão de nova data para as festividades neste ano no estado. Tudo vai depender da libertação das autoridades em saúde pública.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira é formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo. Atua como redator do portal FDR, onde já cumula vasta experiência e pesquisas, produzindo matérias sobre economia, finanças e investimentos.