FGTS de R$1,1 mil vai ser pago a partir de 2021? Tire suas dúvidas

Governo federal anuncia a liberação de novos valores pelo FGTS. Na última semana, o ministério da economia informou que está trabalhando para que os trabalhadores tenham uma segunda rodada do saque emergencial pelo Fundo de Garantia por Tempo de Serviço. A previsão é que o benefício, no valor de R$ 1.100, saia ainda nesse semestre. Acompanhe.

FGTS de R$1,1 mil vai ser pago a partir de 2021? Tire suas dúvidas (Imagem: Reprodução/Google)
FGTS de R$1,1 mil vai ser pago a partir de 2021? Tire suas dúvidas (Imagem: Reprodução/Google)

O saque emergencial pelo FGTS foi criado pelo governo Bolsonaro no ano de 2020. Ele tinha como finalidade minimizar os impactos econômicos do novo coronavírus. A ideia do governo era gerar uma maior rotatividade financeira em todo o país, de modo que resultasse na evolução do PIB.

Tendo em vista ainda a crise do covid-19 e o clima de instabilidade política e econômica, uma nova rodada de retiradas no FGTS foi anunciada.

Segundo fontes internas, o ministro Paulo Guedes está se articulando com a Caixa Econômica Federal para que as parcelas de R$ 1.100 sejam sacadas até julho.

Quem terá direito aos R$ 1.100 pelo FGTS?

As regras para inclusão do saque serão as mesmas já anunciadas em 2020. É preciso que o trabalhador esteja vinculado ao FGTS e possua um saldo igual ou maior que os R$ 1.100 a serem retirados.

É importante ressaltar que, diferentemente de outros programas como o abono salarial, no saque emergencial não há limite de renda. Isso significa que até mesmo os brasileiros com salários de mais de R$ 5 mil, por exemplo, poderão fazer a retirada.

O calendário de pagamentos ainda não foi anunciado, mas a previsão é de que siga o mesmo modelo do ano passado. Ou seja, o valor será inicialmente depositado no Caixa Tem e na sequencia poderá ser transferido ou sacado em espécie.

Como fazer a solicitação

Para ser um dos contemplados o cidadão deverá acessar o app do FGTS e sinalizar seu interesse de receber o saque emergencial. Na primeira rodada a Caixa fez o envio direto para todos aqueles que tinham direito, podendo o titular escolher ou não se queria utilizar a quantia.

Quem optar por manter o valor no fundo de garantia, deve não o acessar no Caixa Tem. Após o fim de todo o cronograma a Caixa deverá retirar o benefício fazendo a restituição para o FGTS.  

Eduarda AndradeEduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.