Atualizada em 2,51% da tabela do frete rodoviário; veja quais os impactos

Nesta terça-feira (19), a Agência Nacional de Transportes terrestres publicou no Diário Oficial da União uma atualização nos preços mínimos da tabela do frete rodoviário. A mudança prevê um aumento médio entre 2,34% e 2,51%, conforme o tipo de carga e operação.

Atualizada em 2,51% da tabela do frete rodoviário; veja quais os impactos
Atualizada em 2,51% da tabela do frete rodoviário; veja quais os impactos (Imagem: Gervásio Batista/Agência Brasil)

O reajuste atualizado pela agência reguladora leva em consideração o Índice de preço ao Consumidor Amplo (IPCA), a inflação oficial do país, e o preço do diesel.

Como resultado, haverá aumento de 2,34%, para operações de alto desempenho com contratação somente do veículo automotor de cargas, a 2,51%, para operações de carga lotação.

Atualização periódica da tabela do frete rodoviário

Segundo a legislação, o órgão deve atualizar os preços a cada seis meses — em janeiro e julho de cada ano. A tabela do frete rodoviário foi criada pelo ex-presidente Michel Temer durante a greve dos caminhoneiros, que ocorreu em 2018.

A implementação do governo foi uma das reivindicações da categoria para encerrar a paralização. Recentemente um grupo de caminhoneiros tem planejado iniciar uma nova greve em fevereiro. Essa medida atual do governo tem o objetivo de atender os anseios da categoria.

Outra decisão para evitar a greve da categoria foi o anúncio do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) em zerar a tarifa de importação dos pneus. Dessa forma, o imposto passa de 16% para zero. Vale destacar que o pneu é o segundo item mais caro na manutenção dos caminhões, atrás do diesel.

A Associação Nacional de Transporte do Brasil (ANTB) e o Conselho Nacional de Transporte Rodoviário de Cargas (CNTRC) têm manifestado o interesse de realizar uma greve no dia 1 de fevereiro. A possível greve poderia ser maior que a realizada em 2018.

Apesar do risco de paralização, a Confederação Nacional dos Transportadores Autônomos afasta essa possibilidade. A CNTA argumenta que o governo federal tem realizado abertura no diálogo com a categoria.

O assessor executivo da confederação, Marlon Maues, afirma que, apesar de que as mudanças não aconteçam na velocidade desejada, ainda há melhoras por parte do governo.

Para que as mudanças ocorram, diversos projetos propositivos têm sido apresentados.

Gostou do conteúdo? Siga @fdrnoticias no Instagram e FDR.com.br no Facebook para ver as últimas notícias que impactam diretamente no seu bolso e nos seus direitos.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Silvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Desde 2019 dedica-se à redação do portal FDR, onde tem acumulado experiência e vasto conhecimento na área ligada a economia, finanças e investimentos. Além disso, Silvio produz análises sobre produtos e serviços financeiros, sempre prezando pela imparcialidade e informações confiáveis.