Tenha ESTES cuidados para não cair nas ciladas das compras de Natal e Ano Novo

O fim de ano é repleto de festas de confraternização no trabalho e com a família, precisando, muitas vezes, comprar presentes. Diante disso, há um aumento nas compras de Natal e Ano Novo, sendo o período usado pelas empresas para se aproveitar dos consumidores mais afobados.

Tenha ESTES cuidados para não cair nas ciladas das compras de Natal e Ano Novo
Tenha ESTES cuidados para não cair nas ciladas das compras de Natal e Ano Novo (Imagem: Reprodução/Google)

Amigo secreto, Natal, confraternização da empresa… São muitas as comemorações no mês de dezembro, mês marcado pela troca de presentes. Com isso, o comércio ver a oportunidade de acabar com o seu estoque e garantir a alta nas vendas.

Segundo a Associação dos Lojistas de Shopping no ano passado o crescimento nesse período foi de 9,5%. Isso mostra o quanto as empresas de varejo esperam por essa data.

As empresas entram em uma batalha pela atenção do consumidor fazendo diversas promoções e usando diferentes estratégias a fim de garantir a venda. Porém, os consumidores precisam tomar cuidado e analisar bem as suas escolhas para não cair em uma cilada e vim a se arrepender da compra depois.

Diante desse cenário, fique atento a essas promoções “incríveis” para não ter dor de cabeça depois. Veja abaixo estratégias usadas pelas empresas para atrair o consumidor e incentivar a compra.

Modelos novos

É no fim do ano que as empresas deixam para lançar todas as suas novas coleções e modelos novos. Essa estratégia é aplicada em diferentes setores, como moda, eletrônica e, até mesmo, veículos.

A dica é antes de comprar verificar se realmente você precisa do novo produto e se realmente ele traz algo novo e indispensável. Além disso, verifique o valor, após um mês o lançamento geralmente tem uma boa queda no preço.

Poucas unidades

Quem nunca entrou em um site de compras e se deparou com “só restam duas unidades”? Sim, isso é mais uma estratégia para incentivar a compra. Com isso, a empresa ativa no consumidor a “lanterna” do senso de urgência, fazendo-o comprar sem mesmo conferir os detalhes do produto e da venda.

A dica é não cair nessa cilada e comprar o presente ou o produto que você quer com calma, conferindo os preços com os concorrentes. Tomar decisões com pressa nunca é uma boa escolha.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Glaucia Alves
Gláucia Alves é formada em Letras-Inglês pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). Atuou na área acadêmica durante 8 anos. Em 2020 começou a trabalhar como corretora de redação. Atualmente, trabalha na equipe do portal FDR, produzindo conteúdo sobre economia e direitos da população brasileira, onde já acumula anos de pesquisa e experiência. Além de realizar consultoria de redação on-line.