Auxílio de R$300 foi CANCELADO do seu Bolsa Família? Siga ESTES passos e volte a receber

Os beneficiários do programa Bolsa Família que tiveram o auxílio emergencial de R$300 negado, têm o prazo de domingo (20) até o dia 29 de dezembro para contestar o cancelamento no site da Dataprev.

Auxílio de R$300 foi cancelado do seu Bolsa Família? Veja passo a passo para voltar a receber
Auxílio de R$300 foi cancelado do seu Bolsa Família? Veja passo a passo para voltar a receber (Foto: FDR)

Podem fazer isso, aqueles beneficiários que tiveram o seu pagamento de extensão cancelado, bloqueado ou indeferido.

Lembrando que o beneficiário não pode receber o Bolsa Família e o auxílio emergencial ao mesmo tempo, o governo paga apenas um deles, o com maior valor.

Ao todo são 11,2 milhões de beneficiários do Bolsa Família que deixaram de receber o auxílio quando começaram a ser pagas as parcelas de R$300.

De acordo com o governo federal, as pessoas recebem mais do que as atuais parcelas ou não estão dentro do critério de recebimento.

Como contestar o auxílio emergencial?

Os beneficiários que desejam contestar não precisam se dirigir a nenhuma agência da Caixa, lotérica ou posto de atendimento do Cadastro Único.Para isso é necessário:

  • Acessar o site da Dataprev;
  • Fazer o login Clicar no botão “Acompanhe sua solicitação”;
  • Depois que você confirmar seus dados, vai aparecer na página o motivo da recusa;
  • Haverá uma opção para contestação;
  • Faça a solicitação e aguarde a resposta.

Não é determinado um prazo para que a contestação apresente uma resposta ao beneficiário.

Se o governo conceder a sua solicitação, o benefício volta a ser pago no próximo mês.

O que causa o cancelamento do auxílio no Bolsa Família?

Quando foi renovado o pagamento do auxílio, o governo tornou mais rígida as regras para aqueles que podem receber o benefício. A reavaliação é realizada mensalmente para verificar as condições dos segurados

O governo realiza o cruzamento de dados e podem encontrar informações incompatíveis com os requisitos para receber o auxílio emergencial.

Por exemplo, dados de pessoas com os rendimentos acima do permitido, com cargos eletivos, militares, servidores públicos e CPF’s irregulares.

Os pagamentos devem ser finalizados neste mês de dezembro e não devem adentrar o ano de 2021.

Apesar disso, ainda não há um programa que vai substituir o auxílio para não deixar esses beneficiários sem serem assistidos.

Jheniffer FreitasJheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Atualmente, é redatora do portal FDR, produzindo pautas sobre economia popular e finanças.