Caixa libera nova solicitação do FGTS emergencial; quem pode receber R$1.045?

Nesta segunda-feira (7), os trabalhadores que não realizaram o saque emergencial no valor de R$1.045 do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) poderão ter uma nova oportunidade para isso. 

Caixa libera nova solicitação do FGTS emergencial; quem pode receber R$1.045?
Caixa libera nova solicitação do FGTS emergencial; quem pode receber R$1.045? (Imagem: Reprodução/Google)

A Caixa autorizou que os trabalhadores manifestem o arrependimento e peçam a liberação do recurso. Ao todo, serão cerca de 15 milhões de pessoas que vão realizar o pedido.

De acordo com o banco, para realizar essa solicitação é necessário usar o  aplicativo do FGTS, que está disponível para ser baixado em Android e iOS. 

Aqueles que querem solicitar devem ficar atentos, pois o pedido só poderá ser realizado até o dia 31 de dezembro.

Neste ano, no segundo semestre, o governo liberou o saque emergencial do FGTS para 60 milhões de pessoas.

Essa foi uma forma de compensar os trabalhadores formais que acabaram perdendo renda, ou tiveram a redução do seu salário por conta da pandemia causada pelo novo coronavírus.

Ao todo, foram liberados cerca de R$37,8 bilhões e outros R$7,9 bilhões estão esperando para serem sacados.

“Todos aqueles com saldo em contas ativas ou inativas do Fundo de Garantia tiveram a quantia de até um salário mínimo transferida para uma poupança social digital aberta pela Caixa exclusivamente para este fim”, disse a Caixa.

O banco montou um calendário de depósitos, seguindo os meses de nascimento dos cotistas que podem realizar o saque de 60 dias de depois do depósito.

Neste período, o trabalhador pode realizar a movimentação do dinheiro por meio do aplicativo Caixa Tem

Depois, conforme o calendário o dinheiro poderá ser retirado ou até transferido para outro banco.

O valor máximo que pode ser retirado pelos trabalhadores foi limitado pelo governo em R$1.045, por conta da pandemia, que poderia ser realizado até o último dia do ano, garantindo o direito de arrependimento.

Essa retirada é única, sendo assim, nenhum trabalhador poderá retirar mais que os R$1.045, mesmo somando os saldos de todas as suas contas vinculadas do FGTS.

Primeiro, o dinheiro é debitado das contas inativas com o saldo menor, depois, das contas que tem saldo maior até que chegue na conta ativa. Aqueles que possuem saldo menor que um salário mínimo podem zerar o fundo.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Há dois anos é redatora do portal FDR, onde acumula bastante experiência em produção de notícias sobre economia popular e finanças.