Entenda como AUMENTO na conta de luz vai influenciar na inflação deste ano

A inflação deste ano deve ficar acima do centro fixado do sistema de metas, porém do intervalo projetado, podendo chegar 4,2% ou 4,3%. O centro da meta para 2020 é de 4%, com intervalo de 1,5 ponto percentual acima ou abaixo do centro, podendo variar entre 2,5% a 5,5%. A alta na conta de luz também influencia.

Entenda como AUMENTO na conta de luz vai influenciar na inflação deste ano
Entenda como AUMENTO na conta de luz vai influenciar na inflação deste ano (Foto: Google)

Desta forma, a inflação anual que é mensurada pela variação do índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), taxa que guia o sistema de metas, vai obter novamente a marca alcançada em 2019, após ficar abaixo do centro da meta em 2017 e 2018.

Este crescimento nas projeções deste ano, que estavam girando em torno de 3,75%, abaixo do centro da meta, foi influenciado pela decisão de aplicar a bandeira vermelha patamar 2, nas contas de luz no mês de dezembro.

A adoção da bandeira com valor mais elevado no mês de dezembro aconteceu de surpresa em uma reunião da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica), no início da noite da última segunda (30).

A baixa dos reservatórios deixava a expectativa de adoção da bandeira vermelha somente no mês de janeiro em diante. Até pouquíssimo tempo atrás, a Aneel garantia a manutenção da bandeira verde, que não adicionaria cobranças até o final de 2020.

Este ano em que a economia foi completamente afetada pela pandemia, a inflação também teve um comportamento fora do normal, passando de uma hibernação na primeira metade do ano, para uma aceleração na segunda metade.

No mês de agosto, as expectativas de alta de preços para 2020 ainda estavam muito abaixo do piso do intervalo do sistema de metas, com crescimento previsto de apenas 1,6% no acumulado do ano.

Desse momento pra frente, a variação de preços ao consumidor engatou uma rápida e acentuada escalada, e quase triplicou a marcha de alta até o fim do ano.

Mesmo após projetar alta maior que o centro da meta em 2020, os analistas não demonstram acreditar que o cenário econômico projetado para 2021 seja adequando a novas altas da inflação.

Isso se confirma nas suas previsões de que a variação do IPCA, não deve ultrapassar 3,5%, levemente abaixo da meta de inflação de 2021, que é de 3,75%.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira, formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo, atua como do redator do portal FDR produzindo matérias sobre economia em geral e também como repórter do site Aparato do Entretenimento cobrindo o mundo da TV e das artes.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA