INSS vai pagar AUMENTO no auxílio doença para quem antecipou benefício; saiba como conseguir

Pontos-chave
  • INSS faz aumentos no valor do auxílio doença;
  • Reajuste é concedido para grupo específico;
  • Solicitação de antecipação deve ser feita até a próxima semana.

Segurados que solicitaram a antecipação do auxílio doença poderão ter acesso a um aumento no pagamento do benefício. Nessa semana, o Instituto Nacional do Seguro Social informou que estará fazendo reajustes nos valores a serem enviados para quem vem recebendo parcelas do benefício. De acordo com os dados liberados pelo órgão, cerca de 1,1 milhão de pessoas serão contempladas.

INSS vai pagar AUMENTO no auxílio doença para quem antecipou benefício; saiba como conseguir (Imagem: Google)
INSS vai pagar AUMENTO no auxílio doença para quem antecipou benefício; saiba como conseguir (Imagem: Google)

O reajuste nos valores do auxílio doença foi uma iniciativa do governo federal tendo em vista o processo de análise das perícias médicas dos segurados.

Cerca de 600 mil inscritos foram avaliados e passaram a receber seus pagamentos ao longo do mês de outubro. Aqueles que tiveram acesso as parcelas até o último dia 31 poderão ser contemplados com novos valores.

Como funcionará as novas liberações

Para ter acesso ao acréscimo o cidadão precisa que sua documentação tenha sido analisada pelo INSS. Isso significa que, antes de mais nada, é necessário ter solicitado o pagamento antecipado do benefício. Com os dados na base do instituto, poderá fazer a perícia e assim, para quem tiver direito, enviar os acréscimos.

O cálculo de definição do reajuste vem variando de acordo com a realidade de cada segurado. O pagamento deve ser feito com base na faixa de renda já recebida pelo trabalhador, sendo o seu valor mínimo de R$ 1.045.

Processo de solicitação da antecipação

Quem ainda desejar fazer parte do grupo precisa ficar atento. O prazo para solicitar a antecipação do benefício se encerrará na próxima segunda-feira (30).

Dessa forma, todos os interessados devem acessar o Meu INSS para enviar as documentações de identificação pessoal e avaliações médicas já feitas previamente.

O procedimento online se dá a partir das seguintes etapas:

  • Clique em “Agendar Perícia”
  • Selecione a opção “Perícia Inicial” e, em seguida, clique em “Selecionar”
  • Na pergunta “Você possui atestado médico”, selecione “SIM” e clique em continuar
  • Preencha as informações pedidas e clique em “Avançar”
  • Em “Anexos”, clique no sinal + para inserir o documento e clique em “Anexar”
  • Agora basta selecionar o documento (seu atestado médico) que você quer anexar, clicar em “Abrir” e, em seguida, em “Enviar”
  • Siga os passos seguintes e clique em “Gerar Comprovante” para que você o salve em seu computador ou celular

Requisitos de atenção nos dados

O INSS vem ainda recomendando uma série de cuidados para o envio das documentações. Entre as solicitações, é preciso que os dados se adequem aos seguintes modelos:

  • estar legível e sem rasuras;
  • conter a assinatura do profissional emitente e carimbo de identificação, com registro do Conselho de Classe;
  • conter as informações sobre a doença ou CID;
  • conter o prazo estimado de repouso necessário.
INSS vai pagar AUMENTO no auxílio doença para quem antecipou benefício; saiba como conseguir (Imagem: Google)
INSS vai pagar AUMENTO no auxílio doença para quem antecipou benefício; saiba como conseguir (Imagem: Google)

Nova perícia pode ser feita

É válido ressaltar que o órgão ainda pode solicitar que o cidadão faça uma perícia médica quando os entraves do novo coronavírus forem solucionados. Esse chamado ocorre quando:

  • o período de afastamento da atividade, incluídos os pedidos de prorrogação, ultrapassar o prazo máximo;
  • para fins de conversão da antecipação em concessão definitiva do auxílio-doença;
  • quando não for possível conceder a antecipação do auxílio-doença com base no atestado médico por falta de cumprimento dos requisitos exigidos.

Avaliação digital

Durante esse período de reabertura e diminuição nas perícias presenciais, o INSS vem buscando por novas formas de dar andamento ao procedimento médico. Nesse momento, está sendo testado um projeto político com o objetivo de digitalizar o serviço.

A ideia é que os peritos passem a contar com o suporte de médicos parceiros, estes contratados pelas empresas, para fazer a avaliação nos profissionais. Por vídeo chamada, ambos acompanham o segurado de modo que autorize ou não a concessão de seu benefício.

O período teste será aplicado até o dia 31 de janeiro e na sequência a gestão do INSS deverá se reunir para avaliar se a proposta será fixada em seu serviço ao longo de 2021.

Caso seja adotada, almeja-se aplicar um treinamento entre servidores e população para inclusão nos processos tecnológicos.

Gostou do conteúdo? Siga @fdrnoticias no Instagram e FDR.com.br no Facebook para ver as últimas notícias que impactam diretamente no seu bolso e nos seus direitos.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR, onde já acumula anos de experiência e pesquisas sobre economia popular e direitos sociais.