INSS vai antecipar ESTES benefícios para moradores do Amapá

O governo deu a autorização ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), para antecipar o pagamento dos benefícios previdenciários e assistenciais aos moradores do Amapá, a partir de dezembro deste ano.

INSS vai antecipar ESTES benefícios para moradores do Amapá
INSS vai antecipar ESTES benefícios para moradores do Amapá (Foto: FDR)

O estado ficou 23 dias com problemas no abastecimento de energia para a população. 

A medida que permite a antecipação dos pagamentos foi publicada nesta quarta-feira (25), no Diário Oficial da União.

De acordo com o texto, o depósito dos benefícios de prestação continuada (BPC) previdenciária e assistencial, que são administradas pelo INSS, acontecerá no primeiro dia útil do mês de dezembro e será feita enquanto durar a situação do estado.

O dinheiro antecipado dos benefícios devem ser pagos em até 36 parcelas mensais com valor fixo.

O pagamento será realizado depois de três meses da antecipação, além disso, o texto destaca que o desconto da renda do benefício e a natureza da operação, não vão ter qualquer custo ou correção.

Se o beneficiário tiver o pagamento suspenso antes de quitar a antecipação, o INSS deve encontrar um balanço entre o valor devido pelo beneficiário e o crédito que vai ser recebido.

A Secretaria Especial de Previdência e Trabalho, do Ministério da Economia, levou em consideração a  Portaria nº 2.938, de 21 de novembro de 2020, da Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil do Ministério do Desenvolvimento Regional, que reconheceu o Estado de Calamidade Pública em toda a área do território do Amapá, por conta da interrupção no abastecimento de energia elétrica no estado.

Amapá

O estado ficou desde o dia 3 de novembro sem energia elétrica depois que aconteceu um incêndio na única subestação do estado, que distribui a energia para os moradores. O reabastecimento voltou ontem (24). 

O incêndio fez com que as linhas de transmissão do Laranjal/Macapá e das usinas hidrelétricas de Coaracy Nunes e Ferreira Gomes, ficassem desligadas e isso acarretou em problemas.

Foram acionados geradores termoelétricos para a retomada do fornecimento de energia, a crise afeta 13 dos 16 municípios do estado.

O abastecimento estava sendo realizado por revezamento de 3 em 3 horas para os municípios mas muitas vezes, os moradores reclamaram que o rodízio não estava sendo respeitado.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Há dois anos é redatora do portal FDR, onde acumula bastante experiência em produção de notícias sobre economia popular e finanças.